Hoje é 21 de fevereiro de 2024 05:24
Hoje é 21 de fevereiro de 2024 05:24

Aliados de Bolsonaro em Goiás e outros 11 estados são alvos de operação da PF

Ao todo nesta manhã estão sendo cumpridos 33 mandados, efetuadas quatro prisões preventivas e executadas 48 medidas cautelares; Ex-presidente terá que entregar seu passaporte à polícia
Os investigados podem responder por crimes como organização criminosa, abolição violenta do Estado Democrático de Direito e golpe de Estado

Em cumprimento a uma determinação do Supremo Tribunal Federal (STF), a Polícia Federal realizou, na manhã desta quinta-feira (08/02), uma operação em diversos estados, incluindo Goiás, Distrito Federal, Amazonas, Rio de Janeiro, São Paulo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Ceará, Espírito Santo e Paraná, cumprindo 33 mandados de busca e apreensão, quatro prisões preventivas e 48 medidas cautelares. A ação visa aliados do ex-presidente Bolsonaro, acusados de tentativa de golpe de Estado.

A investigação apontou que o grupo disseminava a alegação de fraude nas Eleições Presidenciais de 2022 antes do pleito, visando legitimar uma intervenção militar por meio de uma milícia digital. Os investigados podem responder por crimes como organização criminosa, abolição violenta do Estado Democrático de Direito e golpe de Estado.

O Exército Brasileiro acompanha o cumprimento de alguns mandados em apoio à Polícia Federal. O ministro Alexandre de Moraes (STF) ordenou que o ex-presidente Jair Bolsonaro entregasse seu passaporte em 24 horas, no contexto da operação desencadeada nesta manhã.

A defesa de Bolsonaro confirmou a ordem, e o ex-presidente foi proibido de fazer contato com os investigados na operação, que inclui aliados civis e militares. O Exército foi chamado para acompanhar o cumprimento das ordens contra os investigados que não tiveram seus nomes divulgados. Diante disso, não foi possível para nossa reportagem localizar suas defesas para posicionamento.

Compartilhar em:

Notícias em alta