Hoje é 29 de fevereiro de 2024 02:57
Hoje é 29 de fevereiro de 2024 02:57

Anápolis vai universalizar serviço de esgoto em 2024 com investimento de R$ 67,6 mi

A cidade, que tem população média de 398 mil habitantes, possui 84% dos domicílios com acesso à coleta de esgoto, superando consideravelmente a média nacional de 55,8%
Ronaldo Caiado e Roberto Naves anunciaram também o início das obras na bacia Reboleiras que ligará 4,3 mil novas residências à rede de esgoto // Fotos: Lucas Diener

O município de Anápolis está prestes a atingir a universalização do serviço de esgotamento sanitário no ano de 2024. O esforço conjunto entre o Governo de Goiás, liderado pelo governador Ronaldo Caiado, o prefeito Roberto Naves e o presidente da Saneago, Ricardo Soavinski, tem sido determinante para esse marco. Em evento realizado na cidade na última sexta-feira, dia 8, foram anunciados investimentos na ordem de R$ 67,6 milhões para tornar o serviço universalizado à comunidade anapolina.

Anápolis, que tem população média de 398 mil habitantes possui 84% dos domicílios com acesso à coleta de esgoto, superando consideravelmente a média nacional de 55,8%. Com os novos empreendimentos em andamento, a expectativa é de que esse número não apenas antecipe, mas ultrapasse a meta estipulada para 2033 pelo Marco Legal do Saneamento, que é de 90% das casas com esgoto no município.

“Estamos entregando aquilo que a população de Anápolis espera da Saneago. Trabalhamos fortemente para as pessoas verem que ao se fazer um serviço com honestidade e transparência, os resultados chegam”, destacou o governador Ronaldo Caiado.

A primeira fase das melhorias concentra-se na expansão e no aprimoramento da Estação de Tratamento de Esgoto. Isso inclui a introdução de um sistema de tratamento terciário, a instalação de 126 quilômetros de redes coletoras de esgoto e a conexão de 9,4 mil novos pontos. Este estágio crucial requer um investimento superior a R$ 53 milhões e trará benefícios diretos a aproximadamente 280 mil habitantes. Os trabalhos, iniciados em outubro deste ano, têm um prazo de execução estimado em 26 meses.

“Hoje estamos colhendo algo que vai além do que está no papel e sim, algo que está escrito na história. Estamos felizes de ver mais um compromisso sendo cumprido”, disse o prefeito Roberto Naves, durante a ordem de serviço. O recurso será investido na construção de 193 quilômetros de redes coletoras, o que deve elevar o índice de atendimento para 93% dos habitantes.

Obras na bacia Reboleiras são oficializadas com investimento de R$ 14,5 milhões

Também foi oficializada durante a solenidade a implementação das obras na bacia Reboleiras, englobando a construção de 67,7 quilômetros de redes coletoras de esgoto e a ligação de 4,3 mil novas residências à rede. O contrato para esta fase representa um investimento de R$ 14,5 milhões e beneficiará aproximadamente 15 mil moradores, com foco especial na região norte da cidade. O início dessas intervenções foi em novembro, e a previsão é de conclusão em até 15 meses.

Ricardo Soavinski, presidente da Saneago, comentou que o trabalho da estatal no município abrange tanto o fornecimento de água tratada quanto o esgotamento sanitário em Anápolis. “Hoje, estamos com cinco contratos de obras para atender essa região aqui. São empreendimentos para a gente continuar operando com eficiência e regularidade”, explicou Soavinski.

Compartilhar em:

Notícias em alta