Hoje é 21 de fevereiro de 2024 04:27
Hoje é 21 de fevereiro de 2024 04:27

Aparecida de Goiânia se aproxima da 2º colocação no PIB de Goiás

Município cresceu mais de 146% em uma década e se destaca no Centro-Oeste e no Brasil por abrigar polos industriais têxtil, farmacêutico, alimentício e químico
Crescimento econômico e atração de investimentos impulsionam desenvolvimento da cidade // Foto: Rodrigo Estrela

O Produto Interno Bruto (PIB) de Aparecida de Goiânia alcançou a terceira posição na economia de Goiás, registrando valores na ordem de R$ 16,9 bilhões em 2021. Os dados são do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e foram divulgados ontem (19/12) em consonância com o Instituto Mauro Borges. Em comparação com outras cidades goianas, Aparecida se aproxima da arrecadação de Anápolis, que atingiu R$ 17,7 bilhões, enquanto Goiânia lidera o ranking com um PIB de R$ 59,8 bilhões.

De acordo com os órgãos de pesquisas econômicas, o valor representa um aumento significativo de 18,51% em relação a 2020, quando o PIB era de R$ 14,8 bilhões. O PIB de Aparecida teve um crescimento notável ao longo dos anos. Entre 2010 e 2020, houve um salto de R$ 5,8 bilhões para R$ 14,8 bilhões, representando um crescimento de 146,66% em uma década. Nos 11 anos subsequentes, de 2020 a 2021, o município experimentou um aumento ainda mais expressivo, atingindo 192%.

“Essa é mais uma mostra de que estamos no caminho certo ao aplicar recursos públicos em áreas essenciais e incentivar investimentos na economia da nossa cidade. É claro que nossa expectativa é alta e a cidade tem prosperado, com abertura de empresas, novos postos de trabalho e melhor distribuição de renda”, afirma o prefeito Vilmar Mariano (MDB).

Aparecida está entre as 100 maiores economias do país e a 7ª no Centro-Oeste

Aciag é a principal entidade representante dos empresários aparecidenenses

A posição de Aparecida de Goiânia no cenário nacional também se destaca, ocupando o 80º lugar entre as 100 maiores economias do país e a 7ª posição na região Centro-Oeste. O secretário executivo estadual de Economia, Paulo Borges, ressalta que os dados apresentados são referentes a uma economia de dois anos atrás, mas antecipa que em 2022, o PIB de Aparecida pode superar o de Anápolis, considerando o crescimento de 13% na arrecadação do ICMS em comparação com Anápolis.

Para fortalecer ainda mais o cenário econômico, o secretário municipal de Indústria e Comércio, Felismar Martins, destaca a implementação de políticas públicas voltadas para a expansão da economia de Aparecida. A perspectiva é continuar atraindo novos negócios, promovendo a competitividade e impulsionando o desenvolvimento da cidade.

Um exemplo concreto desse esforço é a chegada da multinacional DHL, maior operadora logística do mundo, em março de 2023. Com um faturamento estimado entre seis e sete bilhões de reais ao ano, a empresa visa potencializar o PIB do município, destacando o compromisso com significativos investimentos na região.

O presidente da Associação Comercial e Industrial de Aparecida de Goiânia (Aciag), Leopoldo Moreira, sublinha a importância desses investimentos para a cidade, enfatizando que o crescimento econômico beneficia a todos, promovendo arrecadação, geração de empregos e aumento na distribuição de renda. Aparecida de Goiânia, assim, se consolida como um promissor pólo econômico e atrativo para investidores de grande porte.

Compartilhar em:

Notícias em alta