Hoje é 29 de fevereiro de 2024 02:20
Hoje é 29 de fevereiro de 2024 02:20

Após acordo entre motoristas e empresas, greve no transporte coletivo é suspensa

Manifestação estava prevista para esta sexta-feira; trabalhadores cobram reajuste salarial e evolução de propostas por parte das empresas
Decisão foi tomada após rodadas de negociação | Foto: Reprodução

A greve dos motoristas de transporte público da Grande Goiânia, que estava prevista para ocorrer nesta sexta-feira (30/6), foi suspensa. A informação foi divulgada pelo Sindicato das Empresas do Transporte Coletivo da Região Metropolitana de Goiânia (Set).

Por meio de nota, o sindicato informou que as empresas do transporte coletivo ofereceram um reajuste de 9,5% a partir de 1 de março e mais 1,5% a partir de setembro, proposta aceita pelo Sindicoletivo, que representava os motoristas.

Anteriormente, a categoria havia negado os 7% oferecidos pelo Set.

A greve estava prevista para esta sexta-feira e cerca de 461 mil cidadãos que utilizam o sistema de transporte coletivo diariamente fossem impactados.

“O resultado final foi positivo para todos, especialmente para a população de Goiânia e das cidades que compõem a Região Metropolitana, para que não houvesse paralisação de serviço”, ressaltou Adriano Oliveira, presidente do SET.

“Encerradas agora as negociações e a mediação no Tribunal Regional do Trabalho entre o sindicato das empresas de ônibus e o sindicato dos trabalhadores. Depois de muita conversa, de muitas negociações, as empresas de ônibus concederam o aumento de 9,5% retroativo a 1º de março e chegando a 11% a partir de setembro até fevereiro de 2024. Essa proposta foi antecipadamente aceita pelo sindicato laboral e, dessa forma, encerraram-se as negociações relativas a 2023”, afirmou Fernando Ferreira, diretor do Sindcoletivo.

Compartilhar em:

Notícias em alta