Hoje é 29 de fevereiro de 2024 01:25
Hoje é 29 de fevereiro de 2024 01:25

Bebê de 2 meses morre após ser deixado em casa por mãe, pai e padrasto

Os responsáveis pela criança a deixaram com a irmã de dois anos enquanto saíram para consumir bebidas alcoólicas em um bairro de Aparecida de Goiânia
Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) investiga o caso e aguarda laudo do corpo do bebê para confirmar as causas de sua morte

Um bebê de 2 meses morreu após ser deixado em casa com a irmã de 2 anos enquanto a mãe saiu para consumir bebidas alcoólicas na companhia do pai e do padrasto da criança em Aparecida de Goiânia. A mãe, cujo nome não foi revelado, está sob custódia por abandono de incapaz, conforme informou a Polícia Civil (PC) na tarde de ontem, dia 17.

O caso é investigado pela delegada Thaynara Andrade da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Aparecida e foi denunciado quando o bebê recebeu atendimento na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Residencial Brasicon no domingo (14). O corpo da criança chegou à unidade com rigidez, frieza, coloração azulada e sangramento no nariz, apesar de ainda estar viva, segundo a delegada, porém a criança não reagiu aos procedimentos de reanimação da equipe médica.

A delegada responsável pelo caso informou à imprensa que a mãe, em um primeiro relato, alegou ter retornado à casa e encontrado o bebê frio, momento em que o envolveu em um cobertor. Posteriormente, ao retornar, percebeu que o bebê estava gelado, ligou a luz, constatou o sangramento e pediu socorro aos vizinhos, levando a criança para a UPA.

A mãe, pai e padrasto foram conduzidos à delegacia após a morte do bebê. Apenas a mãe foi detida por abandono de incapaz, com agravante da morte. O pai e o padrasto foram liberados após depoimento. A polícia aguarda depoimentos adicionais de testemunhas mencionadas pelos envolvidos e o laudo do exame cadavérico para determinar a causa da morte e verificar se houve lesões que contribuíram para o óbito. A investigação segue em andamento.

Compartilhar em:

Notícias em alta