Hoje é 23 de junho de 2024 20:18
Hoje é 23 de junho de 2024 20:18

Caiado anuncia bônus no salário de dezembro para servidores da Educação

Segundo o governo estadual, a iniciativa representa investimento de R$ 198 milhões e vai beneficiar cerca de 48 mil professores e servidores administrativos, entre efetivos e temporários, ao custo total de R$ 198 milhões, oriundos do Tesouro Estadual e do Fundeb
Governador Ronaldo Caiado anuncia bônus por resultado para todos os servidores da Educação: “Estamos mostrando para o país que a educação de qualidade é a única maneira de romper o ciclo da pobreza” // Foto: Secom

O governador Ronaldo Caiado enviou nesta segunda-feira (16/10) um projeto de lei à Assembleia Legislativa que garante pagamento de bônus por resultados para os servidores da rede estadual de educação do estado de Goiás. O benefício adicional pode chegar a 95% do vencimento do servidor e será pago na folha de dezembro de 2023.

Segundo o governo estadual, a iniciativa representa investimento de R$ 198 milhões e vai beneficiar cerca de 48 mil professores e servidores administrativos, entre efetivos e temporários.

“Nós não estamos no discurso, estamos fazendo na realidade, transformando nossas crianças e mostrando para o país que a educação de qualidade é a única maneira de romper o ciclo da pobreza”, afirma Caiado.

Além do bônus, o Governo estadual cita outras iniciativas da atual gestão para valorizar os professores e servidores da rede estadual de ensino, como a concessão do reajuste do piso nacional dos professores ao valor de R$ 4.420,55, considerando uma jornada de trabalho de 40 horas semanais, como estabelecido pela lei federal.

Antes, em 2021, o Governo de Goiás equiparou o salário dos professores em contratos temporários com o salário dos professores efetivos, garantindo o pagamento do Piso Nacional do Magistério para todos os docentes da rede pública estadual de ensino. Na época, a mudança gerou reajuste salarial de até 64% para 12 mil profissionais. Os professores receberam ainda notebooks para uso pessoal.

Além disso, os servidores da educação recebem auxílio alimentação no valor de R$ 500 e o auxílio aprimoramento também no valor de R$ 500. Esse é o terceiro ano seguido que o bônus é pago com investimento do Tesouro Estadual e do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), com recursos da União.

Compartilhar em:

Notícias em alta