Hoje é 22 de fevereiro de 2024 05:58
Hoje é 22 de fevereiro de 2024 05:58

Caiado conclui 1º ano do 2º mandato com foco em políticas estratégicas

Com bons resultados na economia e sem oposição consistente, governador tem o desafio de superar, em 2024, os próprios números alcançados em áreas como economia, segurança pública e inclusão social
Após sanear contas do estado e consolidar políticas públicas, governador Ronaldo Caiado elegeu como desafios melhorar o ambiente de negócios e tornar Goiás um estado inovador // Foto: Divulgação

Ostentando números positivos em praticamente todas as grandes áreas de atuação do estado, o governador Ronaldo Caiado (União) concluiu o primeiro ano do segundo mandato no governo de Goiás com otimismo e com o grande desafio de superar as próprias marcas. Na saúde, por exemplo, sua gestão contabiliza implantação de seis policlínicas e sete novos hospitais em pleno funcionamento, diminuição em 54% na fila de cirurgias eletivas e previsão da conclusão do Hospital de Águas Lindas.

“Quando me perguntam de Goiás, não consigo parar de elencar os dados positivos e falar das melhorias que fizemos no estado. Com os programas Goiás Social, investimentos em educação, segurança pública e combate ferrenho à corrupção, estamos devolvendo Goiás aos goianos”, escreveu o político em suas redes socais, repetindo o mantra que traz consigo desde a campanha de 2018.

Não é para menos, quando se verifica os números e índices conseguidos pelo Governo de Caiado em 2023. Melhor garoto-propaganda de sua própria gestão, Caiado tem constantemente destacado avanços nos índices de segurança e investimentos nas áreas de Saúde e Social.

“Nosso compromisso é não deixar nenhuma família vulnerável desamparada. Um novo ano começou e vamos seguir trabalhando firme para proporcionar mais oportunidades de uma vida melhor para todos. Nossa missão é romper o ciclo da pobreza em Goiás”, acrescentou Caiado, em uma publicação em rede social, nesta quarta-feira (3/1).

Se o estado anda bem nas áreas em que ele tem o protagonismo direto de ações, como segurança, saúde, educação e assistência social, a economia goiana, no geral, também apresentou, em 2023, números que enchem os olhos

“Com um crescimento do PIB [Produto Interno Bruto] duas vezes acima da média nacional, 32 meses consecutivos de avanço e renda salarial superando a média do país, Goiás tem sido destaque”, lembra o governador.

“Além disso, temos o quarto menor índice de desigualdade, lideramos a geração de empregos no Centro-Oeste e somos o segundo estado que mais reduziu a pobreza”, enumera.

Meta para 2024: menos burocracia, mais inovação

Os dados positivos refletem diretamente na aprovação do Governo, superior a 75%, de acordo com pesquisa Serpes/O Popular. Sem oposição política que, o governador terá a missão, em 2024, de manter os bons indicadores de sua gestão e apresentar novos produtos. Para continuar a trajetória ascendente, o governador tem insistido de que o caminho a se trilhar passa pela desburocratização, para melhorar o ambiente de negócios, atrair mais empresas, e também pela inovação.

“Empresas de renome, como Chint Power e Weichai Power, que visitamos durante a Missão China, trarão novas tecnologias para nosso estado, gerando mais empregos e renda para a população”, explica Caiado, citando que já estão confirmados investimentos de cerca de R$ 9 bilhões de grandes multinacionais para 2024.

“Nosso esforço é para que a indústria goiana siga crescendo acima da média nacional, como conseguimos em 2023”, acrescenta o governador.

Nesse sentido, o Programa Estadual de Liberdade Econômica, anunciado em dezembro, vai desburocratizar mais de 1 mil atividades produtivas, dispensando alvarás e licenças para negócios de baixo risco, o que deve impulsionar a economia e gerar mais empregos.

“Estamos eliminando barreiras, simplificando processos e construindo um estado cada vez mais próspero”, afirma Caiado.

Na busca pela inovação, que depende de oferta de educação de qualidade, desde março do ano passado está em construção o Pacto Goiás pela Inovação, com objetivo de unir governos, universidades, setor produtivo e sociedade civil organizada para promover o desenvolvimento do estado e atuar na articulação de projetos que impactem positivamente a vida de pessoas, empresas e meio ambiente.

O modelo de formatação da governança do Pacto segue casos de sucesso já experimentados em países como Espanha e Colômbia, além do município de Porto Alegre e o Estado de Santa Catarina, formulados pelo consultor internacionalmente reconhecido na área, Josep Piqué.

Além do HUB Goiás (Centro de Excelência em Empreendedorismo Inovador), vinculado à Secretaria Estadual de Ciência, Tecnologia e Inovação, o Pacto Goiás pela Inovação conta com atores como Fecomércio/GO, Fapeg; universidades Federal de Goiás, Estadual de Goiás, PUC Goiás, Instituto Federal de Goiás e IF Goiano; Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás; Acieg, Sebrae, Fieg.

“Terminamos o ano com sensação de dever cumprido. Mas a nossa responsabilidade só aumenta. Em 2024, não vamos nos acomodar. Continuaremos juntos, trabalhando ainda mais pelos mais de 7 milhões de goianos”, garante.

Compartilhar em:

Notícias em alta