Hoje é 21 de fevereiro de 2024 05:33
Hoje é 21 de fevereiro de 2024 05:33

Caiado visita doceria envolvida em polêmica e elogia eficiência de investigação do caso

Governador também destacou trabalho e trajetória de vida da empresária Mariana Perdomo, que teve marca equivocadamente envolvida em polêmica esta semana, após boato em rede social
“Ninguém pode ser vítima de injustiça”, afirmou Caiado ao atestar a idoneidade da empresa // Fotos: Cristiano Borges

Durante visita à Perdomo Doces nesta sexta-feira (22/12) o governador Ronaldo Caiado Caiado destacou a eficiência das forças de segurança do estado no esclarecimento das circunstâncias da morte de duas pessoas, no último domingo, caso que ganhou grande repercussão nas redes sociais por envolver, erroneamente, a doceria. No episódio, a confeitaria de Goiânia teve a qualidade de seus produtos questionada nas redes sociais, o que foi descartado pelo trabalho de fiscalização do Procon Goiás e pela apuração policial.

No encontro com a empresária goiana Mariana Perdomo, criadora da marca e diretora da confeitaria, Caiado garantiu que o objetivo do estado é “proporcionar segurança para as pessoas”.

O governador disse que fez questão de ir até lá para atestar a idoneidade da empresa.

“Ninguém pode ser vítima de uma injustiça. Temos de enaltecer o trabalho e a trajetória de vida dessa jovem empresária”, afirmou ele.

Mariana Perdomo agradeceu o trabalho das forças de segurança e classificou a ação do estado como “impecável”.

“Quando tudo aconteceu eu falei: ‘Deus, eu vou enfrentar uma barra muito grande esses próximos meses’. Na minha cabeça, até tudo ser esclarecido ia demorar um tempo muito grande, e eu ia ter de dispensar muitas pessoas. Sou muito grata, são só quatro dias e tudo se resolveu. Hoje é uma bênção”, declarou.

Prefeito Rogério Cruz presta solidariedade à empresária

Também em apoio, o prefeito de Goiânia, Rogério Cruz, acompanhado da primeira-dama, Thelma Cruz, visitou Mariana Perdomo, na sede da Perdomo Doces, no Setor Bueno, na tarde desta quinta-feira (21/12). A visita em solidariedade à empresária, dona de seis lojas na Capital, com mais de 200 colaboradores, ocorreu após as forças policiais descartarem o envolvimento da doceria em um possível caso de envenenamento, que vitimou duas pessoas na Capital.

Na visita o prefeito e a primeira-dama também manifestaram pesar à família enlutada de Leonardo Alves e sua mãe Luzia Tereza Alves.

“Esperamos que os familiares recebam o conforto necessário do Pai pela perda inestimável de seus entes queridos”, assinalou o prefeito que parabenizou as forças policiais envolvidas na investigação.

Com o esclarecimento do fatos pelas forças policiais, o prefeito e a primeira-dama se juntaram aos amigos e clientes que iniciaram uma onda de apoio à tradicional marca de doces e bolos entre os goianienses.

“Reconhecemos o seu trabalho por Goiânia, gerando empregos, cuidado com as pessoas e amor com os clientes. Isso é uma marca do seu trabalho que leva o nome de Goiânia para vários lugares. Nossa solidariedade por tudo que aconteceu. Conte conosco! E que a partir de agora venha ainda mais sucesso”, reforçou o prefeito a Mariana.

Crime esclarecido

No último domingo (17/12), Leonardo Alves, de 58 anos, e a mãe dele, Luzia Alves, de 86, morreram em Goiânia. Eles passaram mal após o café da manhã. A tragédia levou um familiar a divulgar alerta em uma rede social sugerindo que pudesse haver relação entre as mortes e a ingestão de um produto da Perdomo Doces.

Após fiscalização, as forças de segurança descartaram a hipótese. O trabalho de investigação levou à prisão de uma suspeita. Ela teria envenenado um suco servido às vítimas.

O governador ressaltou que todas as áreas do governo agiram rapidamente para solucionar o caso.

“Isso aconteceu no dia 17 e hoje, dia 22, tudo já está esclarecido”, disse ele, ao elogiar o trabalho das polícias Técnico-Científica, Civil, Militar e, também, da Superintendência de Proteção aos Direitos do Consumidor (Procon Goiás).

Acompanharam Caiado na visita à empresa o secretário de Segurança Pública de Goiás, coronel Renato Brum; o comandante da Polícia Militar, tenente-coronel Avelar; e os delegados da Polícia Civil Ricardo Matos, André Ganga e Carlos Alfama.

Compartilhar em:

Notícias em alta