Hoje é 23 de maio de 2024 21:23
Hoje é 23 de maio de 2024 21:23

Casal é preso após furtar joias avaliadas em R$ 3 milhões em shopping de Goiânia

Segundo as investigações, um dos suspeitos dormiu no shopping durante a noite de domingo para segunda-feira e conseguiu entrar na joalheria por um buraco feito no teto
Após praticar o furto em Goiânia, autores fugiram na manhã seguinte, mas foram localizados em Santo Antônio do Descoberto, no Entorno do Distrito Federal // Foto: PC/GO

Policiais do Grupo de Repressão a Roubos da Delegacia Estadual de Investigações Criminais (Deic), de Goiânia, prenderam nesta segunda-feira (4/3) um casal suspeito de envolvimento no furto milionário de joias em uma joalheria no Shopping Flamboyant, no Jardim Goiás, em Goiânia. O crime foi praticado na noite do último domingo (3/3) para segunda-feira.

Segundo as investigações, um dos suspeitos dormiu no shopping durante a noite e conseguiu entrar na joalheria por um buraco feito no teto. Na manhã seguinte, por volta de 7h de segunda-feira, ele deixou o local, sendo que um carro de cor branca, pilotado por outra pessoa, foi utilizado para fuga. A companheira do autor do furto seria a motorista do veículo.

Os criminosos subtraíram da loja joias avaliadas em cerca de R$ 3 milhões.

Assim que tomou conhecimento do furto, a Deic conseguiu identificar e localizar o veículo usado no crime, o que possibilitou chegar aos suspeitos.

A dupla foi presa perto da cidade de Santo Antônio do Descoberto, no Entorno do Distrito Federal, com ajuda da Polícia Rodoviária Federal e da Polícia Militar. Os policiais também apreenderam com eles o veículo utilizado na fuga e parte das joias furtadas.

Veículo usado pelos criminosos para fugir do shopping após o furto

“Foi possível localizar, abordar e encontrar, junto com o motorista do veículo, alguns objetos que haviam sido subtraídos dessa joalheria, bem como instrumentos utilizados para a subtração, além do veículo. De imediato foi feita a prisão em flagrante do indivíduo, com sua esposa, os quais são suspeitos serem os dois autores da empreitada criminosa”, informou o delegado Altair Gonçalves, da Deic.

A reportagem não conseguiu contato com a defesa dos suspeitos nem teve acesso ao depoimento deles.

Compartilhar em:

Notícias em alta