Hoje é 21 de fevereiro de 2024 12:45
Hoje é 21 de fevereiro de 2024 12:45

Com gestão competente, Roberto Naves recoloca Anápolis nos trilhos do desenvolvimento

Ao longo de seis anos de gestão, o atual prefeito, que tem mandato até dezembro de 2024, reverteu o quadro que encontrou as contas públicas, em janeiro de 2017, atravessou a pandemia com competência e conseguiu se reeleger em 2020 com 61,28% dos votos

Alguns municípios goianos, como Senador Canedo, sofrem com o paradoxo de ter uma economia naturalmente forte e, ao mesmo tempo, eleger péssimos administradores, prefeitos que rapinam os cofres públicos. Nos anos 2000, Anápolis, que também tem uma sólida economia e desenvolvimento acima da média, sofreu do mesmo mal. Prefeitos como Ernane de Paula e Pedro Sahium não eram só maus gestores, se tornaram verdadeiros entraves para o desenvolvimento do município. Ambos foram cassados.

Essa espécie de maldição, ao que tudo indica, ao menos em Anápolis parece superada com Roberto Naves (PP), prefeito que comanda o município desde 2017. Ao longo de seis anos de gestão, o atual prefeito, que tem mandato até dezembro de 2024, reverteu o quadro ruim que encontrou as contas públicas, em janeiro de 2017, atravessou a pandemia com competência e conseguiu se reeleger em 2020 com 61,28% dos votos, derrotando o ex-prefeito Antônio Gomide (PT), que governou o município entre 2009 e 2014.

“Anápolis foi a cidade de Goiás que menos tempo ficou fechada por conta da pandemia. Tivemos o desafio de encarar o vírus com racionalidade e conceitos científicos. Lançamos um protocolo de referência que nos permitia relaxar ou apertar as normas de segurança sanitárias e transmitimos todas as informações com transparência para o conhecimento de toda a população”, avaliou o prefeito ao final da fase aguda da pandemia de Covid-19.

O bom desempenho administrativo teve reflexo direto na geração de emprego, um dos principais indicadores de um bom desenvolvimento econômico. Os números do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados pelo Ministério da Economia, revelam que, no ano de 2020, Anápolis teve saldo positivo de 5.265 novos postos com carteira assinada. É a maior geradora de empregos no estado de Goiás e de toda a região Centro-Oeste.

Além disso, para coroar o sucesso de sua administração, as eleições de 2022 o prefeito conseguiu elegera esposa, Vivian Naves, deputada estadual. A futura parlamentar, que assume o cargo em fevereiro, deve dar novo fôlego com ações e mais obras canalizadas para o município.

Quem ganha com isso são os cerca de 400 mil habitantes de Anápolis, terceiro município mais populoso de Goiás e com o segundo maior Produto Interno Bruto, segundo dados do IBGE, atrás apenas de Goiânia.

Para os próximos dois anos do segundo mandato, Roberto Naves já projeta investimentos recordes na economia de Anápolis. Um plano em andamento, lançado no início de dezembro para empresários e lideranças da cidade e do Estado, denominado Anápolis Investe, prevê aplicação de mais de R$ 1 bilhão em obras de impacto no município.

Com grandes obras de mobilidade urbana e infraestrutura, educação, saúde, meio ambiente, inovação, segurança pública, cultura e lazer, o programa é apontado como o maior plano de investimentos da história do município. Entre as obras, consta a construção de ponte estaiada (obra orçada em R$ 185 milhões), Jardim Botânico, escolas, CMEIs, unidades de saúde e um polo industrial com perfil tecnológico.

Além disso, serão feitas intervenções para melhorar a mobilidade de toda a cidade, incluindo construção de três anéis viários, recapeamento das principais ruas e avenidas com aplicação de microrrevestimento em cerca de 250 quilômetros de vias (R$ 410 milhões) e pavimentação de três bairros.

O projeto é amplo e tem objetivo de preparar a cidade para os próximos 20 anos. Caso consiga pôr em prática as metas estabelecidas, o que já demonstrou ser capaz de fazer, Roberto Naves colocará Anápolis de volta nos trilhos do desenvolvimento, devolvendo definitivamente aos moradores da cidade o orgulho de ser anapolinos.

Compartilhar em:

Notícias em alta