Hoje é 23 de maio de 2024 22:28
Hoje é 23 de maio de 2024 22:28

Corpo de mulher desaparecida há mais de 40 dias é encontrado dentro de carro abandonado

O marido de Fábia Cristina dos Santos é o principal suspeito pela sua morte. Douglas José de Jesus é réu por um duplo homicídio em 1996 na cidade de Quirinópolis
Carro do casal foi encontrado entre Goianira e Trindade Foto: Reprodução

A investigação da Polícia Civil constatou nesta terça-feira (23/04) que o corpo encontrado no carro do casal, Fábia Cristina Santos e Douglas José de Jesus, desaparecido há mais de 40 dias, pertence a Fábia.

A advogada da família Rosemere Oliveira afirmou que a perícia precisou utilizar a arcada dentária para fazer a identificação do corpo que estava esqueletizado e em avançado estado de decomposição. O companheiro, Douglas José, é o principal suspeito pela morte, e é procurado pela polícia.

De acordo com a advogada, Fábia era vítima de violência doméstica. Ela afirma que a mulher guardava as fotos que comprovavam as agressões no seu computador. Em uma das imagens a vítima aparece com uma marca no pescoço de quando o companheiro supostamente teria tentado matá-la pouco tempo antes do desaparecimento.

Advogada da família afirma que Fábia sofria violência doméstica Foto: Reprodução

“No e-mail, ela juntava várias fotografias, inclusive com imagens bem fortes onde ela foi vítima de uma tentativa de homicídio, em que o Douglas tentou tirar a vida dela dias antes do desaparecimento”, contou a advogada.

Os dois foram vistos pela última vez em um posto de gasolina no Bairro Cidade Jardim, em Goiânia, no dia 9 de março, quando viajariam para a cidade de Quirinópolis, para a missa de 7º dia do pai de Fábia.

O principal suspeito pela morte da mulher é seu então companheiro, Douglas José. Ele ainda está desaparecido, e, segundo informações da Polícia Civil, estava foragido desde 1996, réu por um duplo homicídio praticado em Quirinópolis. A investigação indica que ele utilizava o nome do irmão, Wander José de Jesus, para escapar das autoridades.  

Compartilhar em:

Notícias em alta