Hoje é 21 de fevereiro de 2024 12:15
Hoje é 21 de fevereiro de 2024 12:15

Deputado Ricardo Quirino conta sua trajetória iniciada no RJ, com passagem pela Câmara dos Deputados

Pastor evangélico e radialista, ele foi eleito no ano passado para a Assembleia Legislativa de Goiás com 31.559 votos e tem a região do Entorno do Distrito Federal como principal base eleitoral

O Bate-Papo NG conversa com o deputado estadual Ricardo Quirino (Republicanos), que fala um pouco sobre sua trajetória de vida e experiência política. Nascido no bairro do Estácio de Sá, Rio de Janeiro, ele é pastor evangélico, radialista, bacharel em Direito e possui pós-graduação em Gerontologia e Geriatria.

Nesta primeira parte da entrevista ao repórter Vinícius Portugal, ele conta que na adolescência foi atleta de basquetebol no América Futebol Clube e Sport Clube Mackenzie, no Rio de Janeiro. Depois de parar a carreira desportiva devido a um problema de saúde, veio pra Brasília em 1996 para desenvolver um trabalho evangelístico, que havia iniciado em seu estado.

Em 2007, começou sua vida pública e exerceu o cargo de deputado federal, pelo Distrito Federal, assumindo a suplência de 2008 a 2011, pelo Partido Republicano Brasileiro (PRB), o atual Republicanos. Durante seu mandato, foi nomeado secretário do Idoso do Distrito Federal, onde desenvolveu políticas públicas destinadas às pessoas idosas.

No final do ano de 2014, foi transferido em Goiás para assumir a presidência estadual do Partido Republicanos, depois assumiu a presidência do mesmo partido em Goiânia. Quirino tem como prioridades, dentre outros projetos, pautas em defesa dos direitos da pessoa idosa e esportivas.

Na eleição do ano passado, foi eleito com 31.559 votos para o seu primeiro mandato como deputado estadual por Goiás. Sua principal base é o Entorno do Distrito Federal.

Ele, agora, quer usar na Assembleia Legislativa a experiência que adquiriu em Brasília.

“Na Assembleia Legislativa eu digo a meus colegas que estou ali para aprender, apesar de o processo legislativo ser praticamente idêntico no Brasil todo. Por isso estou sempre no plenário atento ao que eles estão falando”, diz. Veja a entrevista no link: https://www.youtube.com/watch?v=wMmlf1njnv4

Compartilhar em:

Notícias em alta