Hoje é 21 de fevereiro de 2024 05:10
Hoje é 21 de fevereiro de 2024 05:10

Detran promove operação para facilitar a renovação da CNH de 291 mil condutores em Goiás

O órgão atenderá 120 senhas pela manhã e de tarde até a próxima sexta-feira dia 15, por ordem de chegada, das 8h às 17 horas em sua sede na Cidade Jardim
De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro dirigir com a CNH vencida é considerado infração gravíssima de 7 pontos e multa de R$ 293,47

O Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO) anunciou uma ação para auxiliar os cerca de 291 mil condutores goianos que estão com a Carteira Nacional de Habilitação vencida. O órgão inicia nesta terça-feira, dia 12, a Operação Renova CNH que seguirá até a próxima sexta-feira, dia 15, das 8h às 17h, em sua sede na Cidade Jardim, com o atendimento de 960 senhas diariamente para o atendimento.

Em cada dia da ação serão entregues 240 senhas, divididas entre 120 na parte da manhã e 120 à tarde, para aqueles que precisam regularizar a situação da CNH. O atendimento não requer agendamento prévio. Para ser atendido, o condutor deve apresentar documentos pessoais e originais, a CNH vencida e um comprovante de endereço atualizado nos últimos 90 dias. A taxa para renovação da CNH é de R$ 185,70 e o exame médico custa R$ 90 reais. Condutores que desejam fazer inclusão de atividade remunerada pagará o valor de R$ 100 reais referente ao exame psicológico.

Ao final do processo, o condutor receberá a CNH digital atualizada no aplicativo Detran GO ON ou na Carteira Digital de Trânsito (CDT), podendo retirar o documento impresso na sede do Detran-GO.

A operação visa atender motoristas e motociclistas que enfrentam dificuldades para agendar a renovação nas unidades do Vapt Vupt. É importante ressaltar que, conforme o Código de Trânsito Brasileiro (CTB), dirigir com a CNH vencida é considerado infração gravíssima, resultando em 7 pontos na carteira e multa de R$ 293,47, podendo o veículo ser retido até a apresentação de um condutor habilitado.

Compartilhar em:

Notícias em alta