Hoje é 18 de junho de 2024 05:53
Hoje é 18 de junho de 2024 05:53

Em Goiânia, ministra Anielle Franco defende cotas para inclusão social: ‘Eu sou fruto dessa lei’

Ministra da Igualdade Racial participou de eventos em Goiânia e, ao lado do governador Ronaldo Caiado e outras autoridades, entregou computadores, equipamentos eletrônicos e um veículo para uso em ações de combate ao racismo no estado
Ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, no Tribunal de Contas do Estado de Goiás: “Mais de 56% da população desse país são de pessoas negras e a gente está caminhando nesse governo federal e na luta histórica do movimento negro para uma reparação” // Foto: TCM/GO

Durante visita a Goiânia, nesta terça-feira (17/10), a ministra da Igualdade Racial, Anielle Franco, falou da disposição do Governo federal para ampliar as parcerias com os estados e municípios. Após participar pela manhã de evento na Câmara Municipal de Goiânia, a ministra, que é irmã de Marielle Franco, visitou o Tribunal de Contas dos Municípios de Goiás (TCMGO), em evento que contou com a presença do governador Ronaldo Caiado, entre outras autoridades.

Ao falar aos presentes, ao lado do governador, do presidente do TCMGO, Joaquim de Castro, do deputado estadual Antônio Gomide (PT), Anielle, que estava acompanhada da secretária de Gestão do Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial, Iêda Leal, defendeu a política de cotas como fator de inclusão social e citou o próprio exemplo, já que ela entrou na Universidade Estadual do Rio de Janeiro por meio de cotas.

“Lembrando que a gente tem mais de 56% da população desse país que são de pessoas negras e a gente está caminhando nesse governo federal e na luta histórica do movimento negro para uma reparação e para que essas pessoas cheguem e permaneçam em espaços de poder, de protagonismo, de ascensão social”, disse a ministra, que acrescentou: “Eu sou fruto da lei de cotas”.

Na ocasião, a ministra entregou ao governo estadual um veículo no valor de R$ 108 mil, que será usado em ações de promoção da igualdade social e combate ao racismo. Além do veículo, o kit é composto por computadores, impressoras, Smart TV, refrigerador e bebedouro, no valor total de quase R$ 150 mil. O material será destinado à Superintendência da Igualdade Racial da Secretaria de Desenvolvimento Social (Seds).

O presidente do TCMGO, conselheiro Joaquim de Castro, destacou que era a primeira vez, em 46 anos de existência, que o Tribunal recebia a visita de uma ministra de estado e agradeceu a presença de Anielle Franco e sua equipe.

Além de fomentar ações com a distribuição de kits e promover políticas públicas entre órgãos federativos, o Sistema Nacional de Promoção da Igualdade Racial (Sinapir) destina verbas para todas as regiões do país.

“A gente precisa cada vez mais combater o racismo no nosso país e promover melhores condições de vida a essa população”, declarou Anielle.

A presença da ministra no TCM teve a intenção de abrir o diálogo e discutir ações e perspectivas da política de igualdade racial nos municípios goianos. O tema do encontro foi “Observância das Políticas Públicas de Igualdade Racial nas Ações de Controle Interno”.

“Todos nós somos responsáveis, nos espaços que ocupamos, por resolver ou minimizar esse problema concreto e socialmente relevante”, disse o presidente do TCM.

Caiado: ‘É inaceitável qualquer tipo de preconceito’

No encontro com a ministra, o governador Ronaldo Caiado repudiou qualquer tipo de preconceito e destacou que o combate a violência racial e outras formas de violência começa com uma educação de qualidade, que promove a igualdade de oportunidades a todas as crianças e jovens.

“Temos de construir cada vez mais uma sociedade solidária. As pessoas estão cansadas da violência, do ódio, do descontrole”, afirmou Caiado.

“É inaceitável qualquer tipo de preconceito”, salientou.

O chefe do Executivo goiano ainda destacou ações do governo voltadas para quilombolas, povos e comunidades tradicionais de matriz africana, como a construção de escolas de alto padrão pelo Governo de Goiás e a contratação de professores especializados para que a cultura dessas comunidades seja preservada.

Caiado também defendeu mais parcerias com o governo federal: “Eu fiz questão de vir aqui receber a ministra e dizer que ela tem todo o apoio do Governo de Goiás. Espero que você consiga cada vez mais orçamento no seu ministério e que, com isso, também nós possamos fazer parcerias mais amplas”.

Compartilhar em:

Notícias em alta