Hoje é 22 de fevereiro de 2024 03:23
Hoje é 22 de fevereiro de 2024 03:23

Em nota, presidentes dos três Poderes rejeitam os atos terroristas e golpistas

Autoridades reunidas declararam estar unidas para que as 'providências institucionais sejam tomadas, nos termos das leis brasileiras' e conclamaram a sociedade a manter a serenidade, em defesa da paz e da democracia

Em nota em defesa da democracia, os presidentes da República, Luiz Inácio Lula da Silva; do Senado em exercício, Veneziano Vital do Rêgo; da Câmara dos Deputados, Arthur Lira; e do Supremo Tribunal Federal (STF), Rosa Weber, rejeitaram “os atos terroristas, de vandalismo, criminosos e golpistas” que aconteceram em Brasília nesse domingo (8/1), quando terroristas bolsonaristas invadiram e depredaram os prédios do Congresso Nacional e do STF, além do Palácio do Planalto.

“Estamos unidos para que as providências institucionais sejam tomadas, nos termos das leis brasileiras. Conclamamos a sociedade a manter a serenidade, em defesa da paz e da democracia em nossa pátria”, afirmam as autoridades.

Para os representantes dos três Poderes, o país “precisa de normalidade, respeito e trabalho para o progresso e justiça social da nação”.

Veja abaixo a íntegra da nota.

Nota em defesa da Democracia

Os Poderes da República, defensores da democracia e da Carta Constitucional de 1988, rejeitam os atos terroristas, de vandalismo, criminosos e golpistas que aconteceram na tarde de ontem em Brasília.

Estamos unidos para que as providências institucionais sejam tomadas, nos termos das leis brasileiras.

Conclamamos a sociedade a manter a serenidade, em defesa da paz e da democracia em nossa pátria.

O país precisa de normalidade, respeito e trabalho para o progresso e justiça social da nação.

Luiz Inácio Lula da Silva/Presidente da República

Senador Veneziano Vital do Rêgo/Presidente do Senado em Exercício

Ministra Rosa Maria Pires Weber/Presidente do Supremo Tribunal Federal

Compartilhar em:

Notícias em alta