Hoje é 23 de junho de 2024 21:19
Hoje é 23 de junho de 2024 21:19

Falsa médica é presa por usar registro de profissional para realizar procedimentos estéticos

Nas redes sociais, ela dizia que era referência em remodelação corporal; ela também fazia aplicação de botox, rinomodelação, harmonização corporal e até tratamento de flacidez pós parto
Polícia também apreendeu atestados médicos, remédios e jaleco usado por Renata Costa Ribeiro | Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil prendeu em flagrante uma mulher suspeita de realizar procedimentos estéticos sem ter a formação necessária. O caso aconteceu em Goiânia.

De acordo com a PC, Renata Costa Ribeiro usava o registro profissional de uma ginecologista e fazia atendimentos em uma clínica, no Setor Bela Vista. Ainda, segundo a polícia, Renata ficou em silêncio durante o depoimento. 

A polícia também apreendeu atestados médicos, remédios e jaleco usado por Renata Costa Ribeiro.

O crime foi descoberto na segunda-feira (30/10), depois que uma médica procurou a delegacia para denunciar que o registro profissional dela estava sendo usado de forma indevida por outra mulher. 

A partir das informações, os policiais foram até o local indicado pela vítima e encontraram Renata conversando com uma paciente.

“Essa paciente não quis representar contra ela, mas nós acabamos encontrando no local atestados médicos do SUS, que ela usava e carimbava com o CRM da médica verdadeira, para dar de atestado”, informou o delegado responsável pelo caso, William Bretz.

Durante uma conversa informal com a polícia, Renata admitiu que usava indevidamente o registro profissional da médica verdadeira. Segundo o delegado, ela chegou a justificar que tinha conhecimento e sabia o que estava fazendo, apesar de não ter nenhuma formação na área.

“Ela diz que cursou medicina no Paraguai, mas não concluiu e diz que está estudando biomedicina. Mas não apresentou, até o momento, nenhuma comprovação disso”, disse o delegado.

A polícia informou que Renata será investigada por falsificação de documento público e exercício ilegal da medicina.

De acordo com o delegado William Bretz, ainda não há informações sobre pacientes de Renata que tiveram complicações com os procedimentos. Sendo assim, a polícia está divulgando o nome e rosto da suspeita, para incentivar possíveis vítimas a denunciá-la.

“A clínica tinha boa aparência, mas uma perícia será feita para saber se há mais alguma irregularidade. Vale dizer que o maior risco é o fato de que ela não tem habilitação para realizar esses procedimentos, mas o local, aparentemente, não era tão insalubre”, afirmou o delegado.

Renata era referência em remodelação corporal 

Nas redes sociais, Renata conta com mais de 6 mil seguidores e se apresenta como referência em remodelação corporal, além de também oferecer cursos. Entre os procedimentos realizados estão: aplicação de botox, rinomodelação, harmonização corporal e até tratamento de flacidez pós parto.

O delegado também disse que vai investigar se Renata dava cursos para outras pessoas. Na internet, a suspeita postou uma série de fotos e vídeos sobre isso entre 2020 e 2021.

Até o fechamento desta matéria, a defesa de Renata Ribeiro não havia se manifestado sobre o caso.

Compartilhar em:

Notícias em alta