Hoje é 18 de junho de 2024 07:11
Hoje é 18 de junho de 2024 07:11

Gerente de banco de Anápolis é preso pela Polícia Civil por furto e tráfico de drogas

O jovem de 22 anos estava acompanhado de sua namorada de 19 anos que também foi presa por receptação do dinheiro do desviado por ele das contas dos clientes
De acordo com a Polícia Civil o gerente do banco também poderá responder pelo crime de tráfico de drogas // Foto: Divulgação Polícia Civil

A Polícia Civil de Goiás prendeu na tarde de ontem, no Centro de Anápolis, um gerente de banco de 22 anos de idade e sua namorada de 19 anos pela suspeita do crime de subtração indevida de valores das contas de correntistas da agência bancária onde ele trabalha. A prisão do casal foi realizada pela equipe do Grupo de Repressão a Estelionato e Outras Fraudes que não divulgou os nomes dos suspeitos, nem o nome do banco envolvido.

De acordo com a investigação, na casa do gerente, que admitiu envolvimento com o tráfico de drogas, foi encontrada uma grande quantidade de drogas ao lado de três balanças de precisão e embalagens próprias para a venda, o que resultou na sua atuação pela polícia também pelo crime de tráfico de drogas.

O banco informou aos investigadores da PC que o prejuízo apurado, até o momento, ultrapassa a quantia de R$ 92 mil, envolvendo várias contas de diversos correntistas de Anápolis, com os fatos ocorrendo pelo menos desde o mês de maio.

De acordo com a investigação, o gerente usava o cargo para verificar a existência de contas sem movimentações recentes para efetuar as operações criminosas em benefício de contas bancárias de amigos e de sua namorada, incluindo saques, transferências e até a tomada de empréstimos consignados não autorizados.

Segundo a polícia civil, a prisão em flagrante aconteceu no dia de seu retorno das férias, ocasião em que ele efetuou movimentações no montante de R$ 8 mil, furtados da conta de um correntista que, quando contatado por um outro funcionário da agência, informou não reconhecer aquelas transações.

O casal foi autuado pela prática dos crimes de associação criminosa e furtos qualificados pelo abuso de confiança, mediante fraudes em sistemas informáticos, delitos cujas penas podem alcançar 11 anos de reclusão. O gerente também pode ser condenado pelo crime de tráfico de drogas, cuja pena pode chegar a 15 anos de reclusão.

Compartilhar em:

Notícias em alta