Hoje é 21 de fevereiro de 2024 12:20
Hoje é 21 de fevereiro de 2024 12:20

Homem suspeito de matar diarista é preso após confessar crime

A vítima estava desaparecida desde o último sábado (13), após sair do trabalho no Setor Bueno em Goiânia que segundo a Polícia Civil foi morta após uma discussão
Grupo de Investigação de Desaparecidos elucidou o caso após suposto autor do crime indicar a localização do corpo da vítima

Nesta segunda-feira (15), um homem suspeito de ser o responsável pelo assassinato da diarista Raimunda Costa, que estava desaparecida desde o último sábado, dia 13, após sair do trabalho no Setor Bueno em Goiânia, foi detido. Sua prisão aconteceu em uma entrevista informal ao Grupo de Investigação de Desaparecidos onde ele admitiu ter cometido o crime.

À imprensa, a delegada responsável pelo caso, Ana Paula de Paula Machado, revelou que o suspeito e a vítima mantinham um relacionamento, e a mulher foi morta após uma discussão.

“Segundo o suspeito, eles tiveram uma discussão, e daí, ele a matou com pauladas e ocultou o corpo. Inclusive, o suspeito esteve junto com a família (da vítima), passando informações de que não sabia onde a vítima poderia estar. Então, nesse primeiro momento, ele tentou falsear a verdade dos fatos e confundir a família e a polícia”, afirmou a delegada.

O corpo da vítima foi encontrado em uma área de mata próxima à Alameda Lafaiete de Campos, na região do bairro All Park Polo Empresarial, em Aparecida de Goiânia.

“Infelizmente tudo indica ser a vítima que desapareceu no último sábado após ter sido vista com esse companheiro. O suspeito apontou o local onde o corpo foi ocultado. A Polícia Civil, juntamente com o trabalho da Polícia Militar, conseguiu identificar o local, no qual o corpo (da diarista) foi escondido”, disse a delegada Ana Paula Machado.

Segundo as investigações, a família da vítima não sabia do relacionamento, e o suspeito é casado e pai de três filhos. O corpo passará por perícia para confirmar a identidade da vítima. O suspeito não teve o nome revelado pela Polícia Civil.

Compartilhar em:

Notícias em alta