Hoje é 15 de abril de 2024 03:13
Hoje é 15 de abril de 2024 03:13

Justiça do Tocantins mantém prisão de empresário que matou ex-mulher em Anápolis

Edney Pereira dos Santos foi preso no final da noite de quinta-feira, em Araguaçu (TO), para onde fugiu após matar a ex-companheira a tiros
Empresário foi encaminhado para a unidade penal de Gurupi; ex-mulher tinha registrado ocorrências de ameaças e agressões contra ele // Foto: Reprodução

Após audiência de custódia realizada na tarde da última sexta-feira (29/3), a Justiça do estado do Tocantins manteve preso o empresário e fazendeiro Edney Pereira dos Santos, de 48 anos. Ele é apontado como autor do assassinato da ex-mulher, Regiane Pires da Silva. O crime ocorreu por volta de 13h de quinta-feira (28), na cidade de Anápolis.

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Tocantins, Edney Pereira dos Santos foi preso no final da noite desta quinta-feira (28), em Araguaçu (TO) e encaminhado para a unidade penal de Gurupi. A Polícia Civil goiana deve solicitar a transferência dele para Goiás.

Segundo informações da PM de Goiás, o homem efetuou disparos com arma de fogo contra a ex-companheira, que também é empresária e possui uma loja em frente à do ex-marido. Após o crime, Edney fugiu de carro para a cidade de Senador Canedo, na região metropolitana de Goiânia, seguindo então para o Tocantins.

Os policiais que atenderam a ocorrência relataram que um sobrinho de Edney é suspeito de ter facilitado a fuga. Ele acabou preso em flagrante, já que foi encontrado com a arma e veículo usados pelo tio no feminicídio.

A vítima de feminicídio, que tinha 39 anos, possui dois filhos menores de idade com o autor do crime. Ela já havia registrado ocorrências contra ele por violência doméstica no âmbito da Lei Maria da Penha, inclusive possuía medida protetiva de urgência.

Compartilhar em:

Notícias em alta