Hoje é 24 de maio de 2024 06:56
Hoje é 24 de maio de 2024 06:56

Mabel diz que candidato a vice-prefeito será definido a partir de pesquisa com eleitor

Político afirma que o nome, em princípio, será uma indicação do grupo liderado pelo presidente da Assembleia Legislativa, Bruno Peixoto, mas que poderá ser de filiado ao MDB
Sandro Mabel, pré-candidato a prefeito de Goiânia: “Vamos fazer uma grande pesquisa, no final de maio começo de junho, para ver o que o goianiense quer de vice” // Foto: PORTAL NG

Apesar das intensas articulações para escolha do nome, a definição do candidato a vice-prefeito de Goiânia na chapa encabeçada pelo empresário Sandro Mabel (União Brasil) deve sair somente em julho. É o que afirma o próprio Mabel, em entrevista exclusiva ao PORTAL NG. O principal critério para escolha do vice, afirma, será se enquadrar no modelo de candidato desejado pelo eleitor da capital.

“Vamos trabalhando nessa vice dentro de uma escolha que, a princípio, está com o grupo do Bruno [Peixoto, presidente da Assembleia Legislativa, filiado ao União Brasil], mas que pode ser do MDB também, porque, às vezes, o grupo do Bruno quer indicar alguém do PMDB, pois ele já foi do PMDB. Então isso tudo é uma composição que primeiro vamos achar o modelo do candidato”, declarou Mabel ao repórter Vinícius Portugal, nesta quinta-feira (2/5), durante inauguração de uma maternidade em Aparecida de Goiânia.

E como se chegará a este modelo? Mabel responde: “Vamos fazer uma grande pesquisa, no final de maio começo de junho, para ver o que o goianiense quer de vice. Eu não quero escolher um vice só para questão política. Aí o grupo que ficar contemplado com a vice indicará um candidato daquele modelo que o goianiense procura”, explica.

Sandro Mabel, se afastará da presidência da Federação das Indústrias de Goiás, devido à campanha, tem acompanhado praticamente toda a agenda do governador Ronaldo Caiado na grande Goiânia. A estratégia é dar visibilidade ao político, que já concorreu à prefeitura da capital na década de 1990, foi deputado, mas que vinha se dedicando a atividades da classe empresarial.

Sobre Goiânia, Mabel afirma que a cidade “está numa situação crítica e precisa de um bom gestor”.

“Eu com a missão, dada pelo governador, de fazermos uma boa gestão em Goiânia. E é isso que vamos fazer em Goiânia, dá muita alegria pro goianiense”, conclui.

Compartilhar em:

Notícias em alta