Hoje é 18 de junho de 2024 06:56
Hoje é 18 de junho de 2024 06:56

Mãe é presa suspeita de acorrentar a própria filha dentro de casa em Uruaçu

A mulher informou à Polícia Militar que restringia a liberdade da menina devido ao seu comportamento "custoso" e associações com pessoas ligadas ao tráfico de drogas
A mãe está presa em Barro Alto e pode pegar pena de até 8 anos de detenção se condenada pelo crime

Uma mulher de 35 anos foi presa pela Polícia Militar sob acusação de manter filha de 16 anos acorrentada em residência, em Uruaçu, no norte de Goiás. A intervenção da PM ocorreu em resposta a uma denúncia anônima, que relatava a situação da adolescente encontrada acorrentada pelos pés com cadeado. 

À imprensa, o delegado Sandro Costa, responsável pelo caso, informou que a mãe afirmou que restringia a liberdade da filha devido ao seu comportamento “custoso” e associações com pessoas ligadas ao tráfico de drogas. Na casa, além da jovem, estava presente uma menina de 12 anos, e o pai das meninas também estava na residência durante a abordagem.

A adolescente e a mãe trabalham como catadoras, e a jovem relatou que, ao retornarem para casa, era acorrentada para evitar que saísse. A mulher foi detida e encaminhada ao presídio, enfrentando uma possível pena de até 8 anos de detenção se condenada. O delegado informou que o pai das meninas será ouvido, e caso haja indícios de sua participação, ele poderá ser indiciado.

As meninas foram entregues à avó materna enquanto as investigações estão em andamento, enquanto a mãe, presa em flagrante, está encarcerada no presídio feminino de Barro Alto.Os motivos do crime e a identidade da mãe ainda não foram revelados.

Compartilhar em:

Notícias em alta