Hoje é 21 de fevereiro de 2024 13:10
Hoje é 21 de fevereiro de 2024 13:10

Marcelinho Carioca nega envolvimento com mulher com quem aparece em vídeo

Atleta concedeu entrevista coletiva na tarde de ontem na delegacia de polícia para onde foi levado após ser libertado de um cativeiro onde estava com uma amiga desde domingo
“Falaram um monte de coisa e eu não tenho nada com a Thais, nem ela comigo”, afirmou o ex-atleta durante a coletiva de imprensa

Na tarde desta segunda-feira (18), Marcelinho Carioca, ex-jogador e ídolo do Corinthians, foi resgatado de uma casa em Itaquaquecetuba, região metropolitana de São Paulo, onde estava mantido em cativeiro desde a madrugada de domingo (17). O ex-atleta revelou em coletiva de imprensa que três homens o abordaram enquanto estava na porta da casa de uma amiga na mesma cidade.

O sequestro ocorreu após Marcelinho ter participado de um show de Thiaguinho na Neo Química Arena, em Itaquera, Zona Leste de SP. O ex-jogador explicou que foi levado pelos suspeitos e, posteriormente, forçado a gravar um vídeo ao lado de Thais, amiga que o acompanhava, alegando que estava envolvido em um suposto caso amoroso com ela, que é casada e está em processo de divórcio.

“Conheço o ex-marido dela, Márcio, e os dois filhos dela. Thais é minha amiga há três anos. Ela é íntegra, guerreira. Falaram um monte de coisa e eu não tenho nada com a Thais, nem ela comigo”, falou Marcelinho durante a coletiva.

Thais, ex-funcionária da Secretaria de Esportes de Itaquaquecetuba, onde Marcelinho foi secretário, teve sua imagem viralizada nas redes sociais ao lado do ex-atleta do Timão. A advogada da mulher afirmou que ela e o marido estão separados, mas ainda não oficializaram o divórcio.

A polícia localizou Marcelinho em uma residência na Rua Ferraz de Vasconcelos, após receber uma denúncia anônima sobre um possível casal em cativeiro. O ex-atleta foi conduzido pela Polícia Militar à Delegacia de Itaquaquecetuba e posteriormente à base da Divisão Antissequestro (DAS), no Centro da cidade.

Seis pessoas foram detidas, uma delas como testemunha e as outras cinco autuadas em flagrante. As autoridades afirmam que o incidente envolveu extorsão mediante sequestro e cárcere privado, o que está sob investigação neste momento. A polícia continua em busca de outros possíveis suspeitos relacionados ao caso.

Ainda no final da noite de ontem Marcelinho publicou um novo vídeo nas redes sociais desta vez sentado no sofá de casa ao lado da sua esposa e com seus filhos agradecendo à Deus por ter lhe trazido livramento e às pessoas que torceram por ele no desfecho dessa situação de embaraço.

Compartilhar em:

Notícias em alta