Hoje é 15 de abril de 2024 02:18
Hoje é 15 de abril de 2024 02:18

​Ministro da Educação lança programa Pé-de-Meia para estudantes de Goiás

Iniciativa do Governo federal tem previsão de investir cerca de R$ 162 milhões por ano em Goiás, chegando a cerca de 50 mil estudantes do ensino médio
Programa lançado prevê o repasse de R$ 200 por mês e mais uma parcela de R$ 1 mil após a conclusão de cada série do ensino médio // Foto: Ângelo Miguel/André Saddi

O ministro da Educação, Camilo Santana, e o governador Ronaldo Caiado lançaram oficialmente, nesta terça-feira (26/03), na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), o programa Pé-de-Meia para estudantes de Goiás. O início do pagamento do primeiro incentivo financeiro-educacional do programa foi anunciado pelo presidente Lula e por Camilo Santana na segunda-feira (25/3), no Palácio do Planalto. A parcela única de R$ 200, referente à matrícula, começou a ser paga a partir desta terça-feira (26), conforme o mês de nascimento dos alunos.

Em Goiás, a iniciativa do Governo federal deve impactar imediatamente 49.868 estudantes com o repasse de R$ 200 por mês e mais uma parcela de R$ 1 mil após a conclusão de cada série do ensino médio. A primeira parcela do dinheiro já foi depositada na conta dos beneficiários.

“Fiz questão absoluta de cancelar eventos para que eu pudesse estar aqui ao lado do ministro e dizer a ele que a prioridade em Goiás é a educação. Não acredito na evolução de um país e de um estado onde a qualidade da educação das nossas crianças e jovens não seja prioridade”, salientou o governador.

“Fico alegre em saber que o governo de Goiás foi visto com sensibilidade por vossa excelência. Esse programa chega diretamente ao jovem”, acrescentou.

Camilo Santana elogiou Caiado por priorizar políticas públicas focadas na qualidade da aprendizagem.

“Goiás tem hoje, no ensino médio, o segundo melhor resultado do Brasil. Sempre digo que isso é fruto do trabalho pactuado. Queremos cada vez mais unir municípios, estados e União. Nenhum país cresce, se desenvolve com oportunidade, com justiça social, se não for pelo caminho da educação”, declarou o ministro.

Segundo Santana, a expectativa é elevar o número de beneficiários do programa Pé-de-Meia em Goiás para 62 mil jovens. A previsão de investimento é de cerca de R$ 162 milhões por ano no estado.

Para receber o benefício do programa Pé-de-Meia, o estudante não precisa fazer cadastro, sendo necessário ter CPF e matrícula em alguma série do ensino médio de escolas públicas, registrada até dois meses após o início do ano letivo. O aluno deve ter também idade de 14 a 24 anos e ser integrante de família que recebe o benefício social do Bolsa Família. A estimativa é que cerca de 2,5 milhões de alunos sejam beneficiados em todo o país, com previsão de investimento total de R$ 7,1 bilhões do Ministério da Educação em 2024.

Bolsa Estudo atende cerca de 200 mil alunos da rede estadual

O programa do Governo Federal é um incentivo para que o estudante da rede pública permaneça na escola e conclua o ensino médio. Em Goiás, o Bolsa Estudo já beneficia alunos do ensino médio desde 2021 e passou a incluir alunos do 9º ano do ensino fundamental em 2024.

“Esta modificação que fizemos, devemos muito à Assembleia Legislativa e aos deputados estaduais”, reconheceu o governador Ronaldo Caiado.

“Aprovamos todas as matérias que transformam a educação do nosso estado. E houve uma transformação”, destacou o presidente da Assembleia, Bruno Peixoto, anfitrião do evento.

A estimativa é que, em 2024, o Bolsa Estudo alcance mais de 205 mil alunos do ensino médio e quase 60 mil alunos do Fundamental.

“Está comprovado que essa bolsa combate a evasão e convida pessoas para se matricularem no ensino médio. Só quem ganha com isso é a criança e o jovem brasileiro”, completou a secretária de Estado da Educação, Fátima Gavioli.

Compartilhar em:

Notícias em alta