Hoje é 23 de junho de 2024 21:42
Hoje é 23 de junho de 2024 21:42

Morre o empresário Abilio Diniz aos 87 anos em São Paulo

Amigo pessoal do fundador do Grupo Pão de Açúcar, o governador de Goiás, Ronaldo Caiado, lamentou a morte daquele que chamou de “homem de negócios brilhante e um incansável defensor da educação”
O velório está programado para ocorrer nesta segunda-feira (19), das 11h às 15h, no Salão Nobre do Estádio do Morumbi

Neste domingo (18), o renomado empresário Abílio Diniz morreu aos 87 anos, na cidade de São Paulo, em decorrência de insuficiência respiratória causada por uma pneumonite. Ao lado de seu pai, Diniz desempenhou papel fundamental na construção do grupo Pão de Açúcar, tornando-se líder de uma das maiores empresas de alimentos do mundo. O empresário ficou internado por um mês no Hospital Albert Einstein, na Zona Sul da capital paulista, deixando para trás cinco filhos, esposa, netos e bisnetos.

O velório está programado para ocorrer nesta segunda-feira (19), das 11h às 15h, no Salão Nobre do Estádio do Morumbi, com acesso aberto ao público, conforme informação divulgada pela família Diniz em nota. Já o sepultamento será restrito aos familiares.

Nascido em dezembro de 1936, no bairro do Paraíso, Zona Sul de São Paulo, Abílio Diniz, filho de Valentim e Floripes, foi o primogênito de uma família de origem portuguesa. Graduado em administração de empresas pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), Diniz inicialmente considerou a especialização nos Estados Unidos, mas o chamado do pai o levou a abrir, em 1959, a primeira loja do Pão de Açúcar, na Avenida Brigadeiro Luís Antônio, no coração de São Paulo.

Adepto da disciplina esportiva e da audácia nos negócios, Abilio Diniz se destacou como um dos mais importantes empresários brasileiros, vislumbrando um futuro de grandeza e liderança para o país. Foi pioneiro na abertura de supermercados em shoppings centers e em programas de trainee.

“Abílio foi um amigo querido e um incansável defensor da educação”, disse Caiado

Amigo pessoal do empresário paulista, o governador Ronaldo Caiado manifestou pesar por sua perda em nota publicada em suas redes sociais. “Abílio foi um amigo querido, um homem de negócios brilhante e um incansável defensor da educação. As missas das 19h na Igreja São José, em São Paulo, não serão as mesmas sem nossos encontros. […] Muito obrigado pela amizade, Abílio. Que Deus conforte sua esposa Geyse, filhos, netos e os inúmeros amigos que tiveram a felicidade de conviver contigo”, escreveu na nota o governador, que também reafirmou o compromisso de dar continuidade ao trabalho conjunto com o Instituto Península, fundado por Abílio, para promover a formação de docentes no estado.

Compartilhar em:

Notícias em alta