Hoje é 23 de maio de 2024 22:54
Hoje é 23 de maio de 2024 22:54

Pedágios em Alexânia, Goianápolis, Prof. Jamil e Itumbiara estão mais caros a partir de hoje

Reajustes que variam entre R$ 2,70 a R$ 19,00 para carros, caminhões e ônibus foram aprovados por órgão federal e estão em trechos sob a administração da Triunfo Concebra
As estradas goianas com as praças que tiveram pedágio reajustados estão em BRs 060 e 153

Está valendo desde a meia-noite desta segunda-feira (19/2), as tarifas de pedágio nas BRs 060 e 153, em Goiás, que foram reajustadas nos trechos administrados pela Triunfo Concebra. Quatro praças foram afetadas e as novas tarifas para veículos de passeio variam entre R$ 2,70 e R$ 4,75, enquanto para caminhões e ônibus os valores variam entre R$ 10,80 e R$ 19,00.

O aumento foi aprovado pela Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) com base na variação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). De acordo com informações da Triunfo Concebra, responsável pela concessão das rodovias, a medida tem o objetivo de garantir a continuidade dos serviços de manutenção, conservação, operação e monitoramento nas rodovias.

Na BR-060, em Alexânia, no km 43,1, os valores atualizados são de R$ 3,70 para motocicletas, R$ 7,40 para automóveis e R$ 14,80 para ônibus e caminhões. Para veículos comerciais com eixo adicional, há acréscimo de R$ 7,40.

Em Goianápolis, na BR-060, km 107,9, o pedágio é de R$ 2,70 para motocicletas, R$ 5,40 para automóveis e R$ 10,80 para caminhões e ônibus. O eixo adicional tem um custo extra de R$ 5,40.

Na região metropolitana de Goiânia, em Professor Jamil, no pedágio da BR-153, km 553,1, os valores atualizados são de R$ 3,95 para motocicletas, R$ 7,90 para automóveis, R$ 15,80 para caminhões e ônibus, e R$ 7,90 para o eixo adicional.

Já na cidade de Itumbiara, o último trecho goiano impactado pelo reajuste está em no km 127,9 da BR-153, com tarifas de R$ 4,75 para motociclistas, R$ 9,50 para automóveis, R$ 19,00 para caminhões e ônibus, e R$ 9,50 para o eixo adicional.

Compartilhar em:

Notícias em alta