Hoje é 21 de fevereiro de 2024 11:38
Hoje é 21 de fevereiro de 2024 11:38

Pesquisa do Procon Goiânia revela variações de 416% em preços de material escolar

Procon Goiás também encontrou diferenças que podem chegar a 500% no valor do mesmo produto em levantamento realizado em 15 papelarias na capital
Recomendação do órgão de defesa do consumidor é que os pais e responsáveis pesquisem antes de realizarem as compras // Foto: Procon Goiânia

A Prefeitura de Goiânia, por meio do Programa de Defesa do Consumidor (Procon Goiânia), apresentou, nesta terça-feira (9/1), os resultados de uma pesquisa realizada entre os dias 7 e 9 de janeiro, revelando variações significativas nos preços de 35 produtos de material escolar em nove estabelecimentos comerciais da cidade.

A pesquisa identificou as cinco maiores variações, que alcançaram entre 416% e 200%. Destaque para a lapiseira 5mm CIS, com oscilação de R$ 2,50 a R$ 12,90, representando a maior variação. A caneta esferográfica BIC teve uma variação de 386,96%, oscilando entre R$ 1,15 e R$ 5,60.

Já as menores variações, entre 16,18% e 36,11%, incluíram a lapiseira 5mm Compactor, com menor variação, variando de R$ 6,80 a R$ 7,90, e o corretivo líquido 18ml, com variação de 25%, encontrando-se entre R$ 2,80 e R$ 3,50.

Ao comprar os cinco produtos mais caros, o consumidor poderá gastar R$ 97, enquanto a opção pelos mais baratos representa um custo de R$ 28,95, gerando uma economia de R$ 68,05. Já nos cinco itens de menor variação, a despesa varia entre R$ 82,50 e R$ 108,70, proporcionando uma economia de R$ 26,20.

O presidente do Procon, Júnior Café, ressalta que a pesquisa visa auxiliar o consumidor no planejamento e na economia. Ele enfatiza a importância da pesquisa para garantir satisfação na compra e destaca que o Procon também alerta sobre produtos de uso coletivo não exigíveis pelas escolas.

A metodologia da pesquisa é dedutiva, com abordagem quantitativa, apresentando tabela, comunicação e percentual. Realizada “in loco”, oferece aos consumidores a oportunidade de verificar os valores de cada produto. A escolha dos fornecedores considerou o branding de mercado e a frequência dos materiais escolares nas escolas da Capital. O Procon Goiânia ressalta a responsabilidade dos comerciantes em casos específicos, como identificação do fabricante, clareza nas informações e adequada conservação do produto.

Procon Goiás aponta variação de preços superior a 500%

Com o objetivo de auxiliar os pais na busca pela economia, o Procon Goiás divulgou na última terça-feira (09/10) uma pesquisa de preços de material escolar. O levantamento destaca 79 itens e foi realizado nos dias 3 e 4 de janeiro em 15 estabelecimentos de Goiânia. O material completo, com relatório e planilhas, está disponível clicando aqui.

A maior variação encontrada pelos fiscais do Procon foi de 566% no lápis preto da Faber Castell, comercializado nas papelarias da capital de R$ 0,30 a R$ 2,00. O preço da lapiseira 7mm variou de R$ 2,50 a R$ 14,60, uma diferença de 484%. A cola branca líquida 90g, outro item essencial no estojo das crianças, apresentou diferença de preço superior a 430% entre os estabelecimentos, sendo comercializada de R$ 2,49 a R$ 13,25. Já o caderno espiral capa dura 1 matéria foi encontrado pelos pesquisadores com valores de R$ 8,90 a R$ 26,90, uma oscilação superior a 200%.

Compartilhar em:

Notícias em alta