Hoje é 29 de fevereiro de 2024 02:42
Hoje é 29 de fevereiro de 2024 02:42

PF prende, em Goiás, mulher apontada como um dos organizadores dos ataques a Brasília

Bolsonarista aparece em vídeos durante ataques às sedes dos Três Poderes e é responsável por grupo no Telegram e páginas nas redes sociais que convocaram manifestantes

A Polícia Federal prendeu nesta terça-feira (10/1) Ana Priscila Azevedo. Ela é apontada como uma das organizadoras do ataque terrorista contra o Palácio do Planalto, Supremo Tribunal Federal e o Congresso no último domingo (8/1) em Brasília.

Ana Priscila foi presa em Luziânia, na região do Entorno do Distrito Federal. Ela aparece em vídeos divulgados nas redes sociais durante os ataques anti-democráticos e, segundo a polícia, ela é responsável por páginas no Twitter e Instagram onde a ação foi organizada e responsável.

Além disso, a mulher também é responsável por administrar um grupo no Telegram chamado de “A queda da Babilônia” no qual foram convocados a ida de manifestantes até a capital federal.

Uma das postagens divulgadas, ela pede intervenção militar.

“O Brasil vai parar! As refinarias e distribuidoras estão sendo fechadas. Nós vamos sitiar os três Poderes! Nós exigimos intervenção militar. Nós exigimos o código fonte. Nós vamos vomitar essa fraude vermelha na cara de vocês!”, escreveu ela.

Ana ainda divulgou um áudio onde ela critica a PF por manter mais de 1,5 mil pessoas presas.

Em áudios divulgados no grupo de aplicativo de mensagem, ela nega ser a responsável  pela depredação dos prédios públicos e ainda afirma ser alvo de armação.

“Os caras armaram e colocaram tudo para cima de mim. Assassinaram a minha reputação e não minha consciência”, disse.

Ana Priscila foi presa em Luziânia e levada para Brasília. Até o fechamento desta matéria a defesa dela não havia se manifestado sobre o fato.

Compartilhar em:

Notícias em alta