Hoje é 23 de junho de 2024 22:28
Hoje é 23 de junho de 2024 22:28

Polícia identifica atirador que matou pelo menos 22 pessoas 

O Departamento de Polícia de Lewiston, em Maine, divulgou a foto de Robert Card, 40 anos, considerado responsável pelo ataque que também deixou outras 60 pessoas feridas
Robert Card, 40 anos, é suspeito de ter matado pelo menos 22 pessoas e ferido outras 60 durante um ataque | Foto: Reprodução

O Departamento de Polícia de Lewiston, em Maine, divulgou a foto do atirador procurado nos Estados Unidos (EUA). Robert Card, 40 anos, é suspeito de ter matado pelo menos 22 pessoas e ferido outras 60 durante um ataque que aconteceu nesta quarta-feira (25/10).

A publicação das autoridades foi feita no Facebook, às 23h50 do horário de Brasília, em meio a boatos de que ele teria sido capturado, não confirmados até a publicação desta reportagem.

“As autoridades estão a tentar localizar Robert Card 4/4/1983, como pessoa de interesse sobre o tiroteio em massa no Bar Schemengees e Sparetime Recreation esta noite. Card deve ser considerado armado e perigoso. Por favor, contacte as autoridades se tiver conhecimento do paradeiro dele”, escreveu o Departamento de Polícia.

Autoridades ainda pediram um lockdown, ou seja, pediram para população não sair de casa ou se abrigar em algum lugar como forma de se proteger contra um atirador que fez “vítimas em massa”. Os ataques teriam ocorrido em um bar e um boliche.

A polícia de Maine também publicou a orientação de lockdown na plataforma X.

“Há um atirador ativo em Lewiston. Pedimos às pessoas que se abriguem no local. Por favor, fique dentro de sua casa com as portas trancadas. A aplicação da lei está atualmente investigando em vários locais”, escreveu.

A governadora do Estado de Maine, Janet Mills, compartilhou a publicação, ressaltando a orientação.

“Exorto todas as pessoas na área a seguirem as orientações da fiscalização estadual e local. Continuarei monitorando a situação e permanecerei em contato próximo com as autoridades de segurança pública”, disse Janet Mills.

No Facebook, a página Lewiston Maine Police Department também publicou orientação para que as pessoas se “mantenham fora das estradas para permitir que os atendentes de emergência tenham acesso aos hospitais”.

Além disso, a faculdade Central Maine Community College comunicou a suspensão de atividades e o fechamento nesta quinta-feira (26/10). 

“Devido às situações de tiroteio relatadas em Lewiston e ao(s) suspeito(s) atualmente permanecerem foragidos, o Central Maine Community College será fechado na quinta-feira, 26 de outubro de 2023. Os alunos que moram no campus receberão orientação adicional. Nossos pensamentos estão com toda a nossa comunidade esta noite”, informou a faculdade.

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, foi informado sobre o ataque e acompanha a situação diretamente da Casa Branca.

Lewiston é a segunda maior cidade do Maine e está geograficamente entre Augusta, a capital do estado, e Portland, a cidade mais populosa do Maine. Aproximadamente 40.000 pessoas vivem em Lewiston, de acordo com o US Census Bureau.

Compartilhar em:

Notícias em alta