Hoje é 21 de julho de 2024 16:35
Hoje é 21 de julho de 2024 16:35

Polícia investiga homem suspeito de dopar e estuprar adolescentes

No celular do suspeito foram encontrados diversos vídeos em que ele se filmava fazendo sexo com as vítimas, as quais estavam desacordadas
Imagem do suspeito foi divulgada para possibilitar que outras possíveis vítimas o reconheçam e denunciem // Foto: Divulgação/PC

A Polícia Civil de Goiás divulgou a fotografia de um homem suspeito de fingir montar um time de futebol para atrair e depois drogar e estuprar adolescentes. A divulgação tem objetivo de possibilitar que outras possíveis vítimas o reconheçam e denunciem. Os crimes aconteciam na casa do investigado, Fernando Pereira da Silva, de 30 anos, em Caiapônia, cidade da região Oeste do Estado.

O falso treinador foi preso no dia 24 de janeiro, suspeito de armazenar cenas de sexo explícito de menores de idade. Ao analisar o aparelho celular apreendido com o investigado, foram encontrados diversos vídeos em que ele se filmava fazendo sexo com as vítimas, as quais estavam desacordadas. A investigação constatou um total de quatro vítimas, todas do sexo masculino, sendo três menores de idade e um maior.

A investigação apurou que o homem preparava uma bebida composta com um medicamento vitamínico em doses elevadas misturado com bebida alcoólica e oferecia às vítimas, que, depois de tomarem, perdiam a consciência e entravam em sono profundo. O investigado, então, despia as vítimas, fazia sexo com elas, filmava e posteriormente, após ejacular nelas, as limpava e vestia suas roupas, para que elas não desconfiassem que foram vítimas de estupro.

O investigado utilizava do pretexto de estar montando um time de futebol na cidade para atrair as vítimas e realizar festas em sua casa com os rapazes. Durante cumprimento a mandado de busca e apreensão na casa do investigado no dia 31 de janeiro, foram encontrados dois frascos grandes do medicamento que possivelmente ele utilizava para misturar na bebida alcoólica e dopar as vítimas.

O homem continua preso e, além do crime de armazenar imagens de sexo explícito com menor de idade, também responderá pelos crimes de estupro de vulnerável e corrupção de menores, e fornecimento de bebida alcoólica a menor de idade.

A divulgação da imagem do preso foi procedida nos termos da Lei nº 13.869/2019 e da Portaria nº 547/2021 – PC, conforme despacho do delegado de polícia responsável pelo inquérito policial, de modo que a publicação de sua imagem possa auxiliar no surgimento de novas vítimas, além de novas provas.

O PORTAL NG não localizou a defesa do investigado.

Compartilhar em:

Notícias em alta