Hoje é 22 de fevereiro de 2024 04:29
Hoje é 22 de fevereiro de 2024 04:29

Políticos de Aparecida de Goiânia revelam opinião sobre a mudança do nome da cidade

Em entrevista ao Notícias Goiás, o deputado estadual que apresentou a proposta, prefeito, ex-prefeito, vereadores e ex-secretário falam sobre o tema
O texto do Projeto de Lei prevê que é imprescindível que, antes da aprovação dessa matéria, seja realizado um plebiscito com a população, a fim de debaterem sobre a alteração em questão. / Foto: Marcelo Silva / NG

A última Sessão Ordinária, na Câmara Municipal de Aparecida de Goiânia, realizada nesta quinta-feira (15/06), foi marcada pela presença do deputado estadual Paulo Cezar Martins (PL), que falou sobre seu Projeto que trata da alteração do nome da cidade de Aparecida de Goiânia para apenas “Aparecida”.

Abrindo os debates, o Presidente André Fortaleza (MDB) enalteceu o gesto do Deputado em comparecer à Câmara para discutir sobre uma matéria que mudará muito a vida da população. No ano passado, o deputado Paulo Cezar Martins apresentou, na Assembleia Legislativa de Goiás, o Projeto de Lei Nº 1950/22, que pretende alterar o nome do município de Aparecida de Goiânia, criado pela Lei nº 4.927, de 14 de novembro de 1963, para Aparecida.

Em seguida, o deputado explicou que tudo começou em conversas com o saudoso ex-prefeito de Aparecida, Maguito Vilela, ainda nos primórdios da sua ideia em se candidatar à Prefeitura da cidade, quando ainda era visto como um forasteiro. O texto do Projeto de Lei prevê que é imprescindível que, antes da aprovação dessa matéria, seja realizado um plebiscito com a população, a fim de debaterem sobre a alteração em questão.

À reportagem do Notícias Goiás, Paulo César Martins explicou o que o motivou a apresentar essa proposta na Alego. “Estou aqui hoje à convite do presidente André Fortaleza. E a nossa proposta é viabilizar o plebiscito. Convivi muitos anos com o ex-prefeito Maguito Vilela que me pediu para apresentar um projeto na Assembleia com esse objetivo. Apresentei a pedido de pessoas aqui da cidade e estou aqui para honrar o desejo de alguém que fez muito por Aparecida [Maguito Vilela]. Por onde andamos na cidade já vemos o nome da cidade, seja na entrada ou no nome estampado no prédio da prefeitura. Desde o prefeito Gustavo Mendanha essa mudança já está sendo implantada e eu apresento um projeto para discutir isso com a comunidade com muita sabedoria. Sei que tem pessoas contra e a favor e isso é natural. Vamos ouvir a todos e chegar ao desejo real da comunidade.”

Confira a seguir a opinião de algumas das principais personalidades do meio político de Aparecida de Goiânia sobre a mudança do nome da cidade.

Favoráveis a mudança do nome de Aparecida de Goiânia 

William Panda (PSB)

“Esse é nosso nome real da nossa cidade desde sua origem. Políticos de Goiânia e de Hidrolândia já mudaram nosso nome algumas vezes para Aparecida de Goiás e Goialândia e por fim, Aparecida de Goiânia. Nada contra nossa capital, mas temos nossa história. Somos uma cidade que progrediu e que tem nos orgulhado. O ex-prefeito Maguito disse por várias vezes que queria ver essa mudança. E eu sei que essa mudança não é o mais importante, pois o mais importante é saúde, esporte, educação, e isso também o Maguito fez. Então é possível que a gestão cuide dessas questões e também trate de resgatar nossa história cultural. Se não trouxer nenhum custo e nossa população for consultada sou a favor de avaliarmos essa mudança.”

Zé Filho (PSDB)

“Eu vejo com muita tranquilidade essa mudança. Eu acredito que a consulta popular e não um plebiscito. Acho que audiências públicas poderiam resolver essa questão. A população é soberana para decidir o que é melhor para nossa cidade.”

Felipe Côrtes (ex-secretário municipal)

“O nome já é usual para nosso povo, ninguém fala mais Aparecida de Goiânia. Você entra na cidade e vê escrito: Eu amo Aparecida. Você vai na Prefeitura e está escrito: Prefeitura de Aparecida. Você acessa o site oficial e está escrito: Prefeitura de Aparecida. Então na verdade é uma questão de nomenclatura que ele [o deputado Paulo César Martins] só quer oficializar o que já virou cultura em Aparecida. Eu não vejo nenhum impacto nisso. A mudança confirma que somos uma cidade forte, pujante e que não depende mais de Goiania. E eu acho que a população deve decidir em plebiscito a mudança ou não de nome.”

Contrários a mudança do nome de Aparecida de Goiânia 

Hans Miller (PSD)

“Aparecida já se tornou a cidade que é conhecida em Goiás por esse apelido carinhoso de Aparecida. Nossa cidade se tornou um polo logístico essencial para o Brasil, por isso seria um pouco complicado mudar o nome, devido termos localidades como Aparecida do Norte. Eu já estive em outros lugares e acredito que a mudança pode nos fazer perder a referência no país. Me causa certa preocupação essa proposta de mudança.”

Gustavo Mendanha (Patriota)

“Acho que isso trará custos para nossa população, o que vejo com preocupação. Desde meu governo e agora com o Vilmar Mariano, do ponto de vista da Comunicação Social, já usamos Aparecida. É claro que oficialmente é Aparecida de Goiânia. Aparecida e Goiânia são cidades irmãs e ao longo da história fomos muito beneficiados pela capital e isso é reconhecer a história. Acho que é algo que pode acontecer, mas que deve ser feito consultando a população por meio de um plebiscito, para não afetar as famílias aparecidenses, principalmente as mais humildes.”

Vilmar Mariano (Podemos)

“Por que o deputado Paulo César que fez críticas à Saúde do município não gasta tempo trazendo emendas para essa área ao invés de mudar o nome da nossa cidade? Ele procurou a população para saber se ela quer essa mudança? Temos o Veter, nosso representante legítimo da nossa cidade que pode tocar essa demanda. Acho ilegítimo para o Paulo César fazer essa propositura na Assembleia.”

Marcos Miranda (Republicanos)

“Pessoalmente sou contra, porque há uma identidade, cultura e história com esse nome. Mas foi com disse em plenário, eu me rendo à vontade popular. Colocando o plebiscito e a população concordando com a mudança eu irei acompanhar a maioria.”

Isaac Martins (Patriota)

“Pessoalmente como cidadão e parlamentar sou contra, por entender que nossa cidade centenária já tem uma identidade. O nome de Goiânia não nos deprecia ou nos traz constrangimento. Como falei em plenário, precisamos que o deputado faça um estudo para verificar os impactos positivos e negativos dessa mudança para os moradores e comerciantes. Apesar do meu posicionamento contrário, a decisão final é soberana da população, que deve ser consultada para dar o veredito sobre esse tema tão polêmico.”

Elio Bonsucesso (MDB)

“Sou contra porque Aparecida de Goiânia já tem sua identidade. Não acho justo mudar por que nossa cidade é centenária. As empresas e pessoas que estão aqui já trabalham com o nome de Aparecida de Goiânia. O que estamos precisando aqui é que o deputado Paulo César Martins, que respeitamos, traga emendas para que possamos cuidar melhor da nossa cidade. Temos muitos bairros que precisam de asfalto e essas emendas poderiam ajudar na pavimentação.”

Fábio Ideal (PP)

“Eu como parlamentar reconheço que quem constitui e elege é a população. Por ser um projeto polêmico eu acredito que tenhamos que ter audiências públicas e um plebiscito para trazer a população para discutir esse assunto. A decisão não pode ser política. Sou contra esse projeto, apesar de respeitar a propositura do deputado Paulo César Martins.”

Compartilhar em:

Notícias em alta