Hoje é 22 de fevereiro de 2024 03:43
Hoje é 22 de fevereiro de 2024 03:43

Prefeitura de Aparecida de Goiânia realizará 900 tomografias pulmonares até o próximo dia 30

Pacientes com histórico de tabagismo e acima dos 50 anos terão prioridade nas avaliações que estão sendo realizadas no Hospital Municipal gerido pelo Albert Einstein
Os atendimento estão sendo realizados até a próxima quinta-feira sem necessidade de agendamento prévio das 7h às 13h // Foto: Secom Aparecida

Ampliar o rastreamento precoce dos casos de câncer de pulmão nos atendimentos feitos via na rede municipal de Saúde é uma meta da Prefeitura de Aparecida de Goiânia. Nesse sentido, o poder executivo está realizando o Projeto Fôlego de Vida, que até o próximo dia 30 de novembro realizará mais de 900 tomografias de rastreamento de câncer de pulmão a fumantes no município. 

A prioridade para realização das avaliações médicas e tomografias computadorizadas para diagnóstico da doença é para as pessoas com mais de 50 anos de idade e histórico de tabagismo. Os atendimentos são feitos, via encaminhamento ou direto no próprio Hospital, de segunda a sexta-feira, das 7h às 13h, numa carreta totalmente climatizada e equipada com tomógrafo estacionada no pátio do HMAP.

A iniciativa é da Secretaria de Saúde de Aparecida (SMS), em parceria com Sociedade Beneficente Israelita Brasileira Albert Einstein, administradora do Hospital Municipal de Aparecida de Goiânia – Iris Rezende Machado (HMAP), e com a AstraZeneca.

O secretário de Saúde de Aparecida, Alessandro Magalhães, ressalta a importância preventiva dessa ação. “É de grande importância para a população pois facilita o acesso a um diagnóstico precoce da doença, o que aprimora o tratamento e amplia as chances de cura do câncer de pulmão”, destacou.

Segundo estimativa de 2023 do Instituto Nacional do Câncer (Inca), esse tipo da doença é o terceiro mais comum em homens (18.020 casos novos) e o quarto entre mulheres (14.540 casos novos) no Brasil. Em todo o mundo, é o primeiro em mortalidade masculina e o segundo no público feminino.

Como participar 

A chefe de Redes Temáticas e Agravos Não Transmissíveis da SMS, Penélope Bueno Fagundes, salienta que o Projeto Fôlego de Vida é destinado a pessoas com histórico de tabagismo de pelo menos 20 anos/maço (Fumando 1 maço por dia durante 20 anos ou 2 maços por dia durante 10 anos, por exemplo).

“Quem se enquadrar nesses critérios deve ir a qualquer UBS da cidade e solicitar a participação ou até mesmo ir direto ao HMAP. Os médicos e enfermeiros da rede estão preparados para preencher os formulários que dão acesso ao exame de tomografia no ônibus estacionado no Hospital. A partir dessas avaliações e do exame, se necessário, o paciente será encaminhado para tratamento no próprio Hospital e para quaisquer outros procedimentos adequados para cada caso”, explicou.

Valdenora Mesquita, 55 anos, realizou o exame na última sexta-feira, dia 17. A moradora do Jardim Buriti Sereno é ex-fumante e destaca a importância desse projeto para a população.“É muito melhor prevenir do que adoecer, não podemos esperar a doença chegar para procurar socorro. Não é esse o objetivo aqui, que os profissionais estão falando, que devemos prestar atenção em nós mesmos? Pois bem, acho muito importante isso e todo mundo deve fazer o possível para evitar o pior”, comentou.

Compartilhar em:

Notícias em alta