Hoje é 15 de abril de 2024 03:46
Hoje é 15 de abril de 2024 03:46

Prefeitura de Aparecida realiza grande mobilização contra a dengue

Ação envolve mais 200 profissionais que deverão visitar cerca de 11 mil imóveis, eliminando focos do mosquito transmissor da doença e conscientizando a população
Além da ação do poder público, autoridades apontam necessidade de efetiva participação dos moradores na eliminação de possíveis focos do mosquito Aedes aegypti // Fotos: Rodrigo Estrela

A Prefeitura de Aparecida de Goiânia iniciou, na manhã desta quinta-feira (22/2), um mutirão de combate ao mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya na região do setor Buriti Sereno. Denominada “Unidos contra o Aedes”, a ação foi aberta pelo prefeito Vilmar Mariano, no ginásio da Escola Municipal Levina Martins Vieira de Oliveira. Também estavam presentes o secretário municipal de Saúde, Alessandro Magalhães, e o secretário-adjunto da Secretaria Estadual de Saúde, Sérgio Vencio, entre outras autoridades da área de saúde.

Mais de 100 agentes de endemias da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) saíram do ginásio, que é a base das operações, pelas ruas do Buriti Sereno I, II, III e IV, visitando casas e comércios, conscientizando a população sobre os riscos e promovendo a eliminação dos criadouros do mosquito Aedes aegypti. A expectativa é de visitar cerca de 11 mil imóveis nos três dias do mutirão.

“Esses profissionais são fundamentais. Mas estamos em guerra contra a dengue e essa é uma luta de cada um de nós. A responsabilidade começa na criancinha e termina no prefeito”, frisou Vilmar Mariano, na abertura da ação, ao lembrar que toda a sociedade deve contribuir para evitar e eliminar focos do mosquito transmissor.

Vilmar Mariano durante abertura da ação denominada “Unidos contra o Aedes”

A mobilização envolve profissionais de outras secretarias municipais, como Desenvolvimento Urbano, Meio Ambiente e Educação, e tem o apoio da Secretaria de Estado da Saúde (SES/GO) e da Defesa Civil do Corpo de Bombeiros Militar do Estado de Goiás. Segundo a prefeitura, os profissionais estão mobilizados de forma planejada nas fiscalizações, roçagem e limpeza dos locais visitados, borrifação de veneno e coleta de pneus descartados incorretamente.

Neste primeiro dia do mutirão, também é feita a vacinação contra a dengue para crianças de 10 e 11 anos no ginásio da Escola Municipal Levina Martins Vieira de Oliveira. A imunização é feita no ginásio para toda a comunidade da região e também numa sala dentro da escola para os alunos.

Para receber a vacina, é preciso apresentar documentos pessoais (Certidão de Nascimento ou RG e CPF ou Cartão SUS) e o cartão de vacinação, além de as criança estarem acompanhadas de um responsável maior de idade.

Vereadores pedem conscientização da população

Vereadores Marcos Miranda e Marcelo da Saúde: morador precisa ajudar o poder público

Em entrevistas ao PORTAL NG, diversos vereadores comentaram a importância do combate ao mosquito transmissor da dengue. Todos alertaram para a importância da participação da população, para eliminar possíveis criadouros do Aedes aegypti.

“Não apenas o poder público, mas a população tem que entender que a dengue é um problema de todos nós. E infelizmente temos visto casos em que a própria população é que produz criadores do mosquito transmissor da doença”, comentou o vereador Marcelo da Saúde (Podemos), ao alertar para o aumento alarmante de casos de dengue em todo o estado.

Presidente da Comissão de Saúde da Câmara Municipal, Marcelo afirma que é preciso conscientizar e educar a população para que evite criar ambiente propício para a proliferação do mosquito Aedes aegypti, como descarte correto de qualquer objeto que possa acumular água.

“Vale Salientar que apenas uma tampinha de um refrigerante é um criador de inúmeros mosquitos e que vai atingir a população e que sobrecarrega no poder público”, exemplificou.

Marcelo apontou ainda que campanhas educativas são importantes e deveriam ser feitas como maior frequência pelo município: “O caminho pra solucionar o problema é a conscientização. É o caminho mais eficaz e mais barato”, destaca.

Camila Rosa (PSD) também lembrou que o combate à dengue deve ser feito por todos.

“Se cada um fizer nosso papel de limpar nosso quintal e adjacências, teremos com certeza muito mais êxito na eliminação da doença”, ressalta.

“Com as chuvas agora, qualquer objeto pode se tornar criadouro do mosquito”, acrescenta, reforçando que é essencial cada morador manter o meio ambiente limpo para prevenir a doença.

“Faça você esse papel, limpe seu quintal, cate os objetos que estão ali e coloque no lixo”, conclama a vereadora.

No mesmo sentido o vereador Marcos Miranda (Republicanos) disse ao PORTAL NG que a solução só virá com ação conjunta do poder público e da população, cada um fazendo sua parte.

“Já ficou provado que mais da metade dos focos de mosquito estão dentro do nosso quintal”, afirma, ao dizer que recentemente encontrou um foco de mosquitos num brinquedo da filha que estava no quintal.

A população tem que ajudar, porque se um vizinho descuida todos são prejudicados”, acrescenta, pedindo mais investimento público no combate ao Aedes aegypti.

Aprimoramos a rede para dar assistência rápida e eficiente aos doentes’

O secretário Alessandro Magalhães (foto) reforça que o momento exige ampla mobilização e conscientização social. Ele explicou que a prefeitura, além das atividades de rotina, atua de forma planejada há meses.

“Aprimoramos fluxos e a rede para dar assistência rápida e eficiente aos doentes e continuamos intensificando as estratégias de combate aos focos e de sensibilização dos moradores e comerciantes”, detalhou.

O secretário-adjunto estadual Sérgio Vêncio também pediu que toda a população contribua com o bem-estar social: “Esse dia de hoje é para isso: vamos prevenir e vamos limpar nosso quintal”, conclamou.

Nesse sentido, o vice-presidente da Câmara Municipal de Aparecida, vereador Fábio Ideal, pediu especial atenção dos moradores, comerciantes e políticos de Aparecida.

“A gente precisa assumir essa responsabilidade desempenhando nosso papel para destruir esse mosquito e manter a nossa qualidade de vida”, disse.

Compartilhar em:

Notícias em alta