Hoje é 24 de maio de 2024 08:18
Hoje é 24 de maio de 2024 08:18

Presidente do Imas esclarece a vereadores crise financeira no instituto

Gestor falou sobre a conclusão de relatório elaborado pela Universidade Federal de Goiás, que aponta déficit mensal de R$ 6 milhões
Presidente do Imas, Marcelo Teixeira, apresenta resultado de auditoria para Comissão de Saúde da Câmara Municipal: “Já iniciamos a ampliação da rede de atendimentos médicos” // Foto: Imas

O presidente do Instituto Municipal de Assistência à Saúde dos Servidores de Goiânia (Imas), Marcelo Marques Teixeira, apresentou aos representantes da Comissão de Saúde da Câmara Municipal o resultado da auditoria realizada pela Universidade Federal de Goiás (UFG). A apresentação ocorreu nesta sexta-feira (8/3), na Câmara Municipal, atendendo à convocação da comissão, presidida pela vereadora Kátia Maria (PT).

O documento aponta diferença expressiva entre arrecadação e despesas com a rede credenciada pelo Instituto, déficit mensal que chega a R$ 6 milhões.

Teixeira explicou que a dívida atual do Imas de R$ 220 milhões é resultado de uma série de fatores ao longo dos anos que afetaram as finanças do Instituto, enquanto a receita permaneceu sem alterações.

“Um dos problemas que gerou grande aumento no número de gastos e tratamentos em UTIs foi registrado durante a pandemia. Outro ponto é a idade média dos segurados, que passou para 55 anos, aumentando o número de casos de tratamentos oncológicos”, detalhou.

Com a conclusão dessa etapa da auditoria, segundo Teixeira, é possível viabilizar uma série de providências a serem tomadas para um processo de reestruturação do Imas.

“Já iniciamos a ampliação da rede de atendimentos médicos com a publicação do novo edital de credenciamento”, afirmou o presidente à comissão.

Os membros da Comissão de Saúde ouviram do presidente sobre a criação da Câmara de Negociação, sugerida pela UFG. Ela será composta por membros de vários setores para discutir questões relacionadas aos contratos, pagamentos, reajustes e demais aspectos da relação entre o Imas e a rede credenciada.

Marcelo Marques adiantou que já tomou algumas medidas para garantir o pagamento das dívidas com os prestadores de serviços.

“Já publicamos uma portaria que define os pagamentos das dívidas existentes por ordem cronológica. Uma maneira de honrar nossos compromissos. E, além disso, estamos elaborando um projeto a curto prazo, criando o Hospital do Servidor para melhorar e garantir o atendimento aos usuários do Imas, além de gerar uma economia para o Instituto”, completou.

Compartilhar em:

Notícias em alta