Hoje é 19 de julho de 2024 21:26
Hoje é 19 de julho de 2024 21:26

Rogério Cruz sanciona lei que garante ajuda de custo aos músicos da Orquestra Sinfônica

Além da ajuda de custo, músicos também foram contemplados com reajuste salarial de 4,18% referente à data-base de 2023, benefício que não recebiam desde 2011
Prefeito Rogério sanciona lei que concede benefícios aos integrantes da Orquestra Sinfônica de Goiânia: ajuda de custo tem natureza indenizatória para cobrir despesas // Fotos: Jackson Rodrigues

O prefeito de Goiânia, Rogério Cruz (Republicanos), sancionou, na manhã desta segunda-feira (22/1), a lei que garante ajuda de custo de R$ 1,8 mil e pagamento da data-base aos músicos integrantes da Orquestra Sinfônica de Goiânia. O evento foi realizado no Salão Nobre do Paço Municipal.

Aos integrantes da orquestra, que prestigiaram o ato de sanção da lei, o prefeito reafirmou o compromisso de sua gestão em apoiar projetos culturais que alcancem todos os públicos em todas as regiões da cidade.

“Quero agradecer todas as oportunidades que Deus nos tem dado de sempre fazer algo pelas pessoas, pela cidade, e agora pela nossa orquestra. Continuaremos trabalhando para que possamos atingir todos os nossos objetivos”, pontuo.

Quando enviou à Câmara Municipal o projeto de lei que trata do benefício, o prefeito justificou que a ajuda de custo visa promover o amparo e fortalecimento da cultura musical em nosso município, reconhecendo a importância da Orquestra Sinfônica de Goiânia como um patrimônio artístico e cultural da cidade, com o intuito de assegurar as condições necessárias para a excelência das apresentações e o pleno desenvolvimento dos integrantes da orquestra.

A ajuda de custo, conforme a lei sancionada, é de natureza indenizatória para cobrir despesas relacionadas à manutenção de instrumentos musicais, locomoção e vestuário exigido para as apresentações e o pleno desenvolvimento dos integrantes da orquestra. Como os músicos detêm a propriedade dos instrumentos que utilizam, o prefeito entende que é necessária uma série de precauções para salvaguardar sua funcionalidade e assegurar a substituição quando necessária.

“Nesse cenário, a verba indenizatória visa compensar os custos associados à manutenção desses instrumentos, garantindo que os músicos possam manter um padrão elevado de desempenho para cumprir sua função”, pontua o prefeito Rogério.

Além da ajuda de custo, os músicos da Orquestra Sinfônica de Goiânia também foram contemplados com o pagamento da data-base de 2023, de 4,18%. Os músicos não recebiam esse benefício desde 2011.

Goiânia tem uma das melhores orquestras do Brasil’

Titular da Secretaria Municipal de Cultura, Zander Fábio afirmou que quando assumiu a pasta, o prefeito Rogério Cruz fez o compromisso de apoiar e fortalecer a orquestra, por entender a importância dos músicos para o cenário musical da Capital.

“Goiânia tem uma das melhores orquestras do Brasil e tinha um dos piores salários, e a gestão do prefeito Rogério começa a corrigir isso”, afirmou.

“Obrigado ao prefeito por ter aceitado o desafio, logo depois que assumi a pasta da Cultura, de iniciar a reestruturação da orquestra. E esse aporte (referente à ajuda de custo) é significativo por levar o nome da cidade para outros lugares e com muita qualidade”, destacou Zander, ao mesmo tempo em que agradeceu à Câmara Municipal, em nome do presidente da Casa, Romário Policarpo, e do líder do prefeito, Anselmo Pereira, por votar o projeto de lei, durante o recesso parlamentar, em convocação extraordinária.

O maestro Eliseu Ferreira, que participou do ato de assinatura da sanção da lei, definiu o prefeito Rogério como “grande incentivador da cultura, e que o benefício da ajuda de custo vai fazer toda a diferença para os componentes da orquestra”.

Compartilhar em:

Notícias em alta