Hoje é 22 de fevereiro de 2024 03:37
Hoje é 22 de fevereiro de 2024 03:37

Saúde realiza operação para conter surto de escorpiões em bairro de Aparecida de Goiânia

Atendimentos médicos para tratar os efeitos da picada do animal lideraram o ranking de atendimentos do Hospital de Doenças Tropicais que atendeu mais de 650 casos entre agosto de 2022 e 2023
Ano passado Goiás registrou mais de 4,6 mil atendimentos de ocorrências de picadas e mordidas de animais peçonhentos

Na tarde desta segunda-feira,  dia 15, a Prefeitura de Aparecida de Goiânia, por meio da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), realizou uma ação estratégica para conter um possível surto de escorpiões. Concentrada no Conjunto Estrela do Sul, a força-tarefa envolveu servidores da Vigilância em Saúde e da Secretaria de Desenvolvimento Urbano (SDU).

O bairro foi alvo da intervenção devido a um caso de picada de escorpião registrado, mobilizando imediatamente as equipes da Vigilância. Inspeções minuciosas foram realizadas em áreas críticas, como terrenos baldios e residências, com o intuito de identificar possíveis criadouros e locais propícios para a presença desses aracnídeos. A população local também recebeu orientações sobre práticas preventivas e os procedimentos em caso de picadas.

Mais de 30 servidores participaram da ação, que se concentrou na busca por animais peçonhentos, remoção de lixo e entulhos, além da aplicação de métodos seguros e eficazes de dedetização. O uso de inseticidas específicos e captura controlada foram algumas das estratégias adotadas para mitigar a presença dos escorpiões.

Edson Fernandes, coordenador de Vigilância Ambiental e Zoonoses da SMS, destacou medidas preventivas para evitar a presença desses animais nas residências, enfatizando a importância da limpeza e manejo adequado de lixo e entulhos.

Lorraine Rodrigues Lopes, moradora do Setor Estrela do Sul, elogiou a rápida ação da Prefeitura após uma vizinha ser picada por um escorpião. A moradora salientou a preocupação com crianças e animais domésticos, agradecendo à Vigilância pela pronta resposta.

Em 2023, Goiás registrou mais de 4,6 mil casos acidentes com animais peçonhentos

Goiás contabilizou 4.605 ocorrências de acidentes com animais peçonhentos no período de janeiro a agosto de 2023 de acordo com dados da Secretaria Estadual de Saúde de Goiás. A média diária de incidentes, que incluem picadas, ferroadas ou mordidas, atingiu 21, resultando em um total mensal de 657 vítimas. Os escorpiões lideraram a estatística com 2.573 casos, seguidos por serpentes (802), lagartas (450), aranhas (414) e abelhas (284). No ano anterior, ao longo de todo o ano de 2022, foram registrados 9.597 casos.

O Hospital Estadual de Doenças Tropicais Dr. Anuar Auad (HDT), especializado no atendimento a vítimas de acidentes com animais peçonhentos, recebeu quase 2 mil casos entre agosto de 2022 e o mesmo mês de 2023, totalizando 1.672 incidentes.

Os animais responsáveis pelo maior número de casos foram aranhas, escorpiões, abelhas, lagartas e serpentes. Os acidentes com escorpiões somaram 652, seguidos por serpentes com 371, aranhas com 239, abelhas com 70 e lagartas com 22 casos. Além disso, outros animais e insetos, como formigas, marimbondos, arraias e taturanas, também apresentaram incidências.

Com 55 casos notificados em 2023, a Prefeitura de Aparecida de Goiânia recomenda aos moradores da cidade colaborarem na prevenção de incidentes com animais peçonhentos. Maiores orientações podem ser obtidas junto à Vigilância em Saúde pelo telefone: 3545-4819.

Compartilhar em:

Notícias em alta