Hoje é 29 de fevereiro de 2024 03:02
Hoje é 29 de fevereiro de 2024 03:02

Sebrae Goiás abre seleção de empresas interessadas no Programa ALI Produtividade

Com atendimento gratuito por até seis meses, programa visa impulsionar o crescimento de empreendedores por meio de acompanhamento feito por Agentes Locais de Inovação
O Sebrae Goiás trabalha com uma metodologia consolidada no Brasil há mais de 15 anos

Estão abertas neste mês de janeiro as inscrições para a seleção das empresas interessadas em impulsionar seu crescimento por meio da consultoria do Programa ALI Produtividade, destinado a empreendedores que querem aumentar o faturamento e otimizar custos. O programa oferece um acompanhamento de seis meses, combinando atendimentos presenciais e online, conduzidos por Agentes Locais de Inovação (ALI).

Todas as informações sobre a forma de participação, metodologias, vantagens e os exemplos de resultados obtidos por empreendedores goianos em edições anteriores do programa estão detalhadas e você pode acessar clicando aqui.

O programa se destaca por ser 100% gratuito para as empresas participantes e as vagas são limitadas. A gestora estadual do programa ALI, Nayara Santos, enfatiza que são preenchidas rapidamente, sendo direcionado a empresas que buscam melhorias significativas em suas operações.

“O Programa Brasil Mais Produtivo, do qual o Programa ALI faz parte, atendeu quase 3 mil empresas no ano passado, alcançando resultados expressivos, como um aumento médio de 15% na produtividade e mais de 11% de incremento na lucratividade”, conta Nayara. O ALI é um programa nacional com uma metodologia consolidada, acumulando mais de 15 anos de história no Brasil.

Sobre o processo de seleção, a analista Nayara Santos explica que envolve a análise das empresas inscritas, seguida por um acompanhamento realizado pelos agentes locais de inovação. “Após a seleção, é feito um diagnóstico detalhado das principais necessidades de melhoria de cada empresa, elaborando um plano de ação personalizado em colaboração com os empresários”, pontua.

Compartilhar em:

Notícias em alta