Hoje é 21 de fevereiro de 2024 04:28
Hoje é 21 de fevereiro de 2024 04:28

Vereador de Aragoiânia é investigado por importunação sexual contra adolescente de 17 anos

De acordo com o boletim de ocorrência, a vítima dormia na casa do parlamentar quando ele apareceu nu no quarto em que ela estava e tocou nas partes íntimas da moça
Crime aconteceu na madrugada da última quarta-feira | Foto: Reprodução

O vereador de Aragoiânia, Leandro Braz da Silva, está sendo investigado pela Polícia Civil por importunação sexual contra uma adolescente de 17 anos. O crime aconteceu na madrugada da última quarta-feira (7/6) no município, que fica na na Região Metropolitana de Goiânia. 

Familiares da vítima relataram que a mulher é amiga da filha do parlamentar e foi convidada a dormir na casa dela, local onde teria ocorrido o abuso. De acordo com o boletim de ocorrência, por volta de uma da manhã, o vereador apareceu nu no cômodo em que a jovem estava, a tocou e também lhe obrigou a passar as mãos em suas partes íntimas. 

“Ela disse que já estava dormindo e acordou com ele do lado dela já nu. Ele fez o que quis fazer e também a obrigou a fazer algumas coisas com ele. Ele a obrigou a tocar nas partes íntimas dele e, quando terminou, falou para ela ficar calada e não contar isso para ninguém, porque ia ficar feio para ele”, relatou um familiar que não quis se identificar.

A mãe da adolescente relatou que após o abuso, a jovem chegou em casa com um comportamento estranho, pois estava muito triste e retraída, mas a garota preferiu não contar o que havia acontecido. No mesmo dia, ja no período vespertino, a jovem resolveu se abrir com um familiar e falar sobre o caso.

A garota foi encaminhada ao Instituto Médico Legal (IML) para realizar exame que confirmasse a agressão sexual sofrida. Até esta segunda-feira (12/6) os laudos ainda não estavam prontos.

A Câmara Municipal de Aragoiânia informou que aguarda detalhes da investigação e que irá tomar as medidas de acordo com o previsto pela legislação. A Câmara afirma ainda que repudia qualquer ato de violência, de abusos, importunação, injúria, preconceito e afins e está à disposição das autoridades responsáveis que devem estar na condução das investigações.

Até o fechamento desta matéria o vereador não havia se pronunciado sobre o caso.

Compartilhar em:

Notícias em alta