Hoje é 19 de julho de 2024 21:38
Hoje é 19 de julho de 2024 21:38

Vilmar Rocha desaprova possível união de Vanderlan e Adriana Accorsi em Goiânia

Ex-presidente estadual do PSD afirma que o melhor caminho é o partido fazer em Goiânia o que sempre fez: ter candidatura própria a prefeito
Vilmar Rocha, ex-presidente do PSD em Goiás: “O esforço tem que ser em candidatura própria. Isso é que é bom pro partido” // Foto: NG

A depender do ex-deputado Vilmar Rocha, uma eventual aliança entre o senador Vanderlan Cardoso (PSD) e a deputada federal Adriana Accorsi para disputar a eleição de prefeito de Goiânia este ano não prospera. Rocha foi presidente do PSD em Goiás por mais de uma década, sendo sucedido por Vanderlan, que assumiu o cargo em junho de 2023.

Ao ser indagado pela reportagem do PORTAL NG se a tendência é de o PSD caminhar junto com Adriana, num acordo com vistas à eleição de 2026, quando Vanderlan disputaria o Governo estadual, Vilmar Rocha respondeu: “Eu espero que não”.

“Acho que esse não é o caminho. O caminho é o partido fazer em Goiânia o que sempre fez: é ter candidatura própria”, acrescentou Rocha, lembrando que o PSD foi fundado em 2011 e, já na eleição de 2012, participou da chapa majoritária na disputa para prefeito de Goiânia, indicando o vice-prefeito.

O experiente político, com raízes no PFL (depois DEM e atualmente União Brasil), diz que partidos relevantes têm que ter candidato próprio. Em Goiânia, o PSD lançou candidato próprio em 2016 (Francisco Jr.) e 2020 (Vanderlan).

“Às vezes a gente não consegue. Na eleição passada, fizemos tudo para ter candidato do PSD em Aparecida. Não foi possível. Vida que segue. Mas o esforço tem que ser em candidatura própria. Isso é que é bom pro partido”, frisa.

Compartilhar em:

Notícias em alta