Hoje é 21 de julho de 2024 16:10
Hoje é 21 de julho de 2024 16:10

Fieg-Sesi assume gestão de escolas em mais 4 cidades e mira expansão em Goiás

Sandro Mabel destaca avanços acelerados da tecnologia, defende expansão da educação de qualidade e diz que as cidades parceiras do projeto de gestão de escolas públicas do Sesi darão passo para o futuro

Depois de Alto Horizonte, no Norte Goiano, a Federação das Indústrias do Estado de Goiás (Fieg), por meio do Sesi, assume a gestão de escolas públicas em mais quatro cidades goianas, em diferentes regiões do Estado. As parcerias foram consolidadas durante evento de assinatura de termo de compromisso na quinta-feira (18/5), na Casa da Indústria, entre o presidente da Fieg e dos Conselhos Regionais do Sesi e Senai, Sandro Mabel, e os prefeitos de Abadia de Goiás, Wander Saraiva de Carvalho; de Flores de Goiás, Altran Lopes; de Pontalina, Édson Guimarães de Faria; e Sanclerlândia, Itamar Leão. Inicialmente, o programa atingirá 3.519 alunos de 13 escolas.

Durante a assinatura do termo de parceria, Sandro Mabel disse que as cidades participantes irão dar um passo para o futuro, por priorizar a educação de qualidade e voltada para a tecnologia.

“É um avanço enorme para essas cidades. A tecnologia está avançando muito rápido. Se não inserirmos os jovens estudantes no mundo digital, eles irão ficar para trás. Com esse projeto, a visão dos alunos vai mudar e, por isso, hoje é um dia histórico”, afirmou.

O dirigente da Fieg explicou que o objetivo do programa é formar pessoas para atuar na indústria do futuro. Por isso, a indústria está ampliando os investimentos na formação educacional.

“Os alunos dessas escolas irão ter a qualidade de educação Sesi. Irão sair da sala de aula mais preparados para o mercado de trabalho e para profissões que ainda nem existem”, completou.

O Programa de Gestão de Escolas Públicas do Sesi deve alcançar, inicialmente, pelo menos 13 escolas. A experiência exitosa teve início em Alto Horizonte, onde o Sesi passou a gerir o Colégio Municipal Militarizado Professor Divino Bernardo Gomes no começo de 2022. Inicialmente, a escola contava com turmas do 1º ao 9º ano do ensino fundamental, com disponibilização de 80 profissionais e 22 salas de aula, além de laboratório de informática e sala de cinema. Em 2023, a parceria foi ampliada e a unidade passou a ofertar o ensino médio, que conta hoje com duas turmas, em parceria que inclui também o Senai, com a oferta dos cursos de mineração e automação.

O Sesi cuidou da seleção do quadro de colaboradores técnicos e docentes e colocou em andamento plano de investimento de melhoria da infraestrutura física, que tem previsão de mais R$ 1 milhão. A unidade conta com educação trilíngue, inserindo inglês e programação de computadores como disciplinas, ao lado do português, robótica, acompanhamento psicológico, entre outros diferenciais da rede Sesi.

O diretor de Educação e Tecnologia do Sesi Senai, Claudemir Bonatto, revela que o projeto de Alto Horizonte será ampliado com a construção de um novo prédio com dez novas salas de aula, além de salas de docentes, espaço maker e robótica. O novo ambiente terá laboratórios de formação técnica e departamento pedagógico. O projeto inclui um centro de eventos com auditório para 300 pessoas.

“Goiás é um Estado pioneiro na parceria entre o Sistema Indústria e as demandas das empresas, que são imediatamente atendidas na medida em que fazemos a formação de profissionais para o presente e para o futuro da indústria goiana e brasileira.”

Prefeitos apontam avanço na qualidade do ensino

Durante a assinatura de parceria, o prefeito Wander Saraiva de Carvalho, de Abadia de Goiás, na Região Metropolitana de Goiânia, informou que será construída uma nova escola para sediar o projeto do Sesi. O terreno já está sendo escolhido.

“Quem transforma vida é a educação e, através do Sesi Senai, vamos transformar a vida de muitas crianças e jovens do nosso município”, disse, lembrando que começou sua vida profissional no Senai e se tornou um industrial.

A mesma expectativa é compartilhada pelo prefeito Itamar Leão, de Sanclerlândia, na Região Oeste. Ele acredita que o programa irá melhorar a vida de muitas pessoas, já que os moradores vão permanecer no município.

“Essa parceria é muito importante, porque o desenvolvimento passa primeiro pelas pessoas. Nada melhor que ajudar a formar a criança ainda no nascedouro”, observa.

O prefeito Édson Guimarães de Faria, de Pontalina, no Sul do Estado, lembra que, como a metodologia de ensino do Sesi já é testada e aprovada, o projeto facilitará muito a administração do município.

“Nossos alunos terão acesso a robótica e informática e a metodologia do Sesi é importante para prepará-los para o futuro”, ressaltou.

Altran Lopes, prefeito de Flores de Goiás, no Nordeste Goiano, acredita que a maior obra que ele pode fazer para a cidade é criar expectativas e novas possibilidades.

“Esse projeto nasceu para dar certo e ele irá para todos os municípios do Estado de Goiás”, destacou.

Municípios beneficiados com o Projeto Sesi de Gestão de Escolas Públicas

Flores de Goiás – Educação infantil e fundamental

200 alunos – 18 alunos por sala – 11 turmas

Sanclerlândia – Ensino fundamental

Duas escolas – 439 alunos

Pontalina – Educação infantil e fundamental

374 alunos – 20 alunos por sala média

Abadia de Goiás – Irá ganhar uma nova escola do ensino fundamental

Compartilhar em:

Notícias em alta