Hoje é 21 de fevereiro de 2024 06:19
Hoje é 21 de fevereiro de 2024 06:19

Líder do prefeito rebate críticas de André Fortaleza a veto do projeto do 5G

Durante sessão desta quarta-feira, Isaac Martins respondeu prontamente às palavras do presidente da Casa e condenou a atitude de Fortaleza de publicar em redes sociais crítica aos vereadores contrários ao projeto de lei de sua autoria
Isaac Martins e André Fortaleza: constantes críticas do presidente da Câmara Municipal têm gerado clima de tensão entre vereadores da base do prefeito e da oposição // Foto: NG

A sessão desta quarta-feira (7/6) da Câmara Municipal de Aparecida de Goiânia foi marcada, mais uma vez, por críticas do vereador André Fortaleza (MDB), presidente do Legislativo, à gestão do prefeito Vilmar Mariano. Desta vez, o líder do prefeito, Isaac Martins (Patriota), respondeu prontamente às palavras duras do presidente da Casa e o clima esquentou.

Fortaleza usou a tribuna para reclamar do posicionamento dos vereadores que votaram a favor do veto do Executivo ao projeto de sua autoria que definia as regras para instalação da tecnologia 5G no município. E aproveitou para dizer que vai entrar na Justiça para saber quando a prefeitura gasta com imprensa e também quanto o município está pagando pelos procedimentos realizados no Hospital Municipal.

“Eu não sou regido por prefeito, nem por procurador. Meu erro aqui foi defender essa casa, meu erro foi achar que essa casa algum dia ia ter postura, mas infelizmente não tem. É vergonhoso”, discursou.

O líder do prefeito e o vereador Amendoim (PDT) reclamaram das palavras duras de Fortaleza. Martins lembrou que o projeto de regulamentação do 5G apresentado por Fortaleza apenas replicava um modelo básico distribuído pela Anatel a todos os estados e municípios e disse que uma matéria de tal importância precisa de estudos técnicos do Executivo. Por isso o prefeito vetou o projeto e está finalizando o próprio texto para encaminhar ao Legislativo.

“Presidente, diga para seus internautas que o município já estava adequando esse projeto à nossa realidade e inclusive que, quando o senhor apresentou esse projeto, o secretário de Regulação Urbana veio até seu gabinete e explicou e trouxe o projeto que estava em fase final de adequação para que pudesse ser apresentado. Diga para os seus eleitores”, rebateu Isaac Martins, referindo-se a uma publicação de André Fortaleza nas redes sociais na qual ele expõe os vereadores que votaram contra seu projeto.

O clima esquentou e Isaac Martins rebateu também fala de André Fortaleza de que só saí da presidência em caso de morte.

“O sr. está equivocado com a sua fala, porque temos falta de decoro parlamentar do sr. humilhando, fazendo chacota com cara de vereadores dessa casa. É vergonhoso o senhor como presidente fazer isso. Não pense que o sr. é dono dessa casa, não subestime a inteligência de nenhum desses vereadores que estão aqui”, disse Isaac Martins.

Fortaleza, por sua vez, rebateu as falas de Martins e reafirmou que continuará relatando nas suas redes sociais tudo que ocorre na Câmara. Como os dois falavam ao mesmo tempo, ele mandou cortar o som do microfone do líder do prefeito.

Vereadores consideram embate natural, mas apontam excesso

Ouvidos pela reportagem do PORTA NG, após a sessão, alguns vereadores, como Leandro da Pamonharia (Agir), consideraram normal o embate.

“É natural a exposição dos vereadores, dos votos de cada um sobre determinado projeto”, comentou, cobrando mais diálogo do Executivo com a Câmara..

Já Sandro Oliveira (Cidadania, foto) considerou que as discussões estão passando do limite do tolerável.

“Não podemos chegar ao nível que chegamos hoje. A cidade sai perdendo com isso. Faltou respeito aos colegas ao expor os que votaram contra, porque eles têm as razões deles”, disse à reportagem do NG.

Fábio Ideal disse que a oposição é normal, mas a repetição de críticas o tempo todo deixa a impressão de que se trata de perseguição ao prefeito.

“Toda prefeitura tem enfrentado problemas no pós-pandemia, mas prefeito está evoluindo, buscando fazer uma boa gestão”, afirmou.

André Fortaleza voltou a dizer que apenas postou nas suas redes sociais o voto dos vereadores contrários ao seu projeto.

Após a sessão, Isaac Martins avaliou que não tem nada pessoal contra André Fortaleza, mas que precisou se posicionar por discordar de colocações do presidente.

“O projeto dele foi vetado não por perseguição do Executivo, mas por questões técnicas”, pontuou, explicando que, neste caso, é preciso o Executivo estabelecer regras detalhadas para instalação da infraestrutura da tecnologia 5G.

Compartilhar em:

Notícias em alta